domingo, 18 de novembro de 2012

Dalí e a fotografia surrealista

In Voluptas Mors


O inconfundível Salvador Dalí aventurou-se por diversos campos dentro da vertente surrealista: poesia, cinema, escultura, fotografia, e reconhecidamente a pintura. 

Na década de 40, no auge do movimento surrealista, Dalí, em colaboração com o fotógrafo letão-americano Phillipe Halsman, desenvolveu um trabalho fotográfico no estilo. As fotos foram obtidas na base dos erros e dos acertos porque não haviam truques de montagens refinados, foi preciso encenação, repetição e muita paciência para que a dupla atingisse resultados.

A foto que abre a postagem, In Voluptas Mors, mostra Dalí com seu olhar alucinado à esquerda de um grupo de mulheres cujos corpos nus compõem uma caveira sobre um fundo negro; a imagem mistura elementos eróticos, macabros, mórbidos em uma mesma cena. Outras fotos de Dalí que ficaram conhecidas são Dalí atómico e Midsummer Night's Mare.

Entretanto, a iniciativa de Dalí e Halsman não foi inédita, outros fotográfos como Man Ray e Dora Maar também desenvolveram na mesma época consistentes projetos fotógraficos surrealistas. 


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil