quinta-feira, 14 de março de 2013

O escritório de Einstein: Gênio em detalhes

Ralph Morse—Time & Life Pictures/Getty Images


Quando chegou a notícia em uma manhã de segunda-feira, em Abril de 1955, que o grande cientista Albert Einstein havia falecido aos 76 anos, em Princeton, Nova Jersey, vítima de um aneurisma da aorta, começou a corrida para narrar a história de sua vida e, com urgência, a sua morte.

O fotógrafo da revista Life, Ralph Morse, estava entre as dezenas de jornalistas que foram a Princeton, na esperança de encontrar alguma coisa que pudesse oferecer uma visão sobre o que Einstein significou para seus amigos, familiares e colegas, bem como a incontáveis estranhos ​ao redor do mundo que, por inúmeras razões, sentiam uma afinidade com o homem.

Ninguém, exceto Morse, no entanto, saiu com uma fotografia que, seis décadas depois, serve como uma reflexão assombrosa tanto sobre o homem como sua obra em vida: uma imagem aparentemente simples da mesa de Einstein, cheia de cadernos, revistas, um cachimbo, uma lata de tabaco; atrás da mesa um quadro negro coberto com equações e fórmulas que, para o olho destreinado, possuem um poder quase rúnico.

Fonte: Life

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil