domingo, 21 de julho de 2013

A inocência de Eros

Will McBride, 1970

O americano Will McBride radicou-se na Alemanha após servir ao exército dos Estados Unidos na década de 50, e, além da carreira fotográfica, também é pintor, escultor e ilustrador.

As fotografias de McBride revelam uma preferência de gênero através da constante presença de modelos masculinos, sendo que muitos deles sequer desenvolveram os caracteres sexuais secundários; essa inclinação pré-púbere por parte do artista confere certa androgenia aos jovens em determinados momentos, embora, na maior parte das imagens, não haja dubiedade sobre os corpos à mostra dos meninos e dos rapazes, a questão, contudo, fica em suspenso em termos de sexualidade e de afeto; diversas fotos de McBride dão margem à interpretações homoeróticas.

O trabalho do artista foi construído sobre a temática da infância, todavia, McBride rompeu com os pudores e com as idealizações de inocência e pureza que ainda pairam sobre essa fase do desenvolvimento, e, tal qual Freud, assumiu os componentes sexuais e eróticos infantis, o que gerou uma série de resistências e controvérsias, principalmente o seu livro Show Me!: escrito com a colaboração de uma psiquiatra, a publicação direcionava-se para o público infanto-juvenil e suas famílias e trazia informações sobre sexualidade para auxiliar na fase de sua descoberta; porém, porque seu conteúdo foi considerado abusivo e taxado como pornografia infantil, sofreu censura nos Estados Unidos, ao contrário da Alemanha, que concedeu vários prêmios ao livro de McBride.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil