terça-feira, 30 de setembro de 2014

Cientistas criam câmera capaz de registrar reações químicas

O equipamento consegue capturar imagens em uma velocidade mil vezes maior que a de uma câmera convencional. 


Pesquisadores japoneses das universidades de Tóquio e Keio, desenvolveram uma câmera que consegue tirar fotos mil vezes mais rápido que as câmeras comuns.

Segundo o blog Japan Real Time, do The Wall Street Journal, o dispositivo é capaz de fotografar dezenas de fotos em sequência em até trilionésimos de segundo na resolução de 450 x 450 pixels. Com essa velocidade, é possível capturar até mesmo reações químicas. As câmeras atuais mais rápidas só conseguem atingir bilionésimos de segundos.

Para que isso fosse possível, uma equipe de 12 pesquisadores vem desenvolvendo a câmera ao longo de três anos, a partir uma tecnologia chamada Sequentially Timed All-optical Mapping Photography (STAMP).

Segundo Keisuke Goda, professor de físico-química da Universidade de Tóquio e membro da equipe de pesquisa, eles devem continuar a trabalhar nos próximos anos para reduzir o tamanho da câmera - que atualmente possui cerca de um metro quadrado.

"É uma invenção promissora porque essas câmeras podem ser utilizadas em diversas áreas", disse Goda, acrescentando que eles também poderiam fornecer tecnologia básica para o setor privado para colocá-lo em uso.

Ele ainda ilustrou alguns possíveis usos práticos dessa nova tecnologia, como em fábricas de automóveis e semicondutores para ajudar a desenvolver uma melhor compreensão do processamento à laser e também no campo da medicina, levando avanços na terapia de ultra-som.

Fonte: Japan Real Time/TWSJ (via R7)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil