terça-feira, 3 de novembro de 2015

8 dicas para quem quer entrar no ramo da fotografia


A fotografa Missy Mwac escreveu para o blog PetaPixel um artigo com 8 dicas que ela considera importantes para quem quer encarar a fotografia como um negócio:

1. Você é somente um de muitos

Pessoas irão perguntar o que você faz para viver. Quando a resposta é “eu sou fotografo”, 9 de 10 pessoas vão responder: “Oh, sou fotografo também!”. Se não, vão contar que conhecem alguém que também é fotografo: marido, esposa, filho, filha, irmão, irmã, primo, sobrinha, sobrinho, vizinho, colega de trabalho, cachorro, periquito , papagaio e por aí vai.

“Nossa, o primo do vizinho da tia do irmão do meu ex cunhado também é fotografo”

Prepare-se, isso vai acontecer toda vez, e você vai ter que sorrir e fingir que se importa.

2. Se estiver ganhando dinheiro, não é um hobby.

Um negocio legítimo é um negocio legítimo. É necessário dedicação, e correr atrás da burocracia para abrir uma empresa: Licença de funcionamento, imposto, registros estaduais, registrar o nome da empresa, etc. (No Brasil tudo isso pode ser simplificado com a abertura de uma empresa como Micro Empreendedor Individual. Se deseja saber mais, acesse o Portal do Empreendedor.

Se você recebe dinheiro pelo seus serviços, o “Tio Sam” precisa saber sobre isso. (No nosso caso, o Leão, Imposto de renda, tia Dilma se preferir) 

E nesse caso não adianta choramingar “Mas é só um hobby”. O Tio Sam não é conhecido pelo seu senso de humor, então não tente bancar o engraçadinho. (No caso do Micro Empreendedor Individual, a burocracia é extremamente simples, com impostos fixos por mês)

3. Ser o próprio chefe é uma benção e uma praga

Quando se é o próprio chefe, ninguém vai te obriga a fazer nada, e isso é tanto bom quanto ruim. Ser o dono do próprio nariz e significa que se VOCÊ não fizer as coisas acontecerem, elas nunca acontecerão. Você deve se esforçar para ser organizado, motivado e por dentro de tudo. Parece fácil? Não é! Nem de longe!

Deve sempre pensar 6 meses a frente. Precisa aprender a ser pró-ativo, e não reativo. Mas também significa que você pode fazer todos os dias serem “casual friday”, e como não tem empregados, sempre será o funcionário do mês.

4.Você deve vender

Não importa o quão bom fotografo você é, se não conseguir vender seu trabalho, não vai ganhar dinheiro. Isso não significa que não deve batalhar para fazer trabalhos de qualidade, pelo contrario! É muito mais fácil vender um trabalho bonito do que tentar vender um trabalho que precisa de explicações.

“Eu sei que não da pra ver o rosto deles. Sabe, a razão do fundo estar mais claro, e as pessoas tão escuras, é porque fiz pra minha serie autoral de silhuetas”

Tenta ver se isso cola...

A habilidade de vender suas fotografias é proporcional ao seu sucesso financeiro. E não venha me dizer que não sabe vender. Não quero nem ouvir, nem vêm. Olha, se você convenceu uma criança mau humorada a comer as verduras, você vendeu. Se conseguiu convencer a esposa hesitante a comprar novos móveis para a sala, você vendeu. Se você conversou com um cliente, e baseado nessa conversa ele decidiu marcar um trabalho com você, você vendeu.

5. Vai dar M***A

Eventualmente, as coisas podem dar tão erradas, que vai até atrair curiosos. Situações que você nunca poderia estar preparado, coisas que vêm do nada, e vão de deixar coçando a cabeça e pensando “O que é que foi isso?” Por causa dessas situações inesperadas, você deve entrar no negocio o mais preparado possível. Uma vez li um conselho em uma coluna que dizia aos leitores para “se jogarem” pois não há como estar preparado para tudo. Isso é como dizer a um nadador pra “pular logo” e ter que aprender a nadar depois. É uma grande falta de noção.

6. Vodka

Isso não precisa de explicações.

7. Haverá dias em que você não vai gostar de ser fotógrafo

Isso vai acontecer. Agora você pode até achar que não, mas vai. Haverão dias em que não sentirá entusiasmo pelo que você faz. Nada, nadinha. Dias que estará mais empolgado com o próximo episódio do “The Walking Dead” do que com a sessão fotográfica. Dias que irá suspirar fundo... bastante. Sim, esses dias irão chegar... e quer saber; tudo bem. Isso não faz de você uma pessoa ou fotografo ruim. Isso faz você ser humano.

Quer dizer, eu amo meus filhos do fundo do coração, eles são minha vida, e eu morreria queimada mil vezes por eles. Mas tem dias que eu quero vender eles para os ciganos. Não importa o quanto você ame algo, um dia ou outro não vai rolar. Você pode estar abatido, lidando com muitas coisas, ou com alguma outra dificuldade que tira o prazer das coisas que você ama, incluindo sua fotografia.

Isso não significa que você deve jogar a toalha e, aos prantos declarar que “ não aguento mais!”. Isso significa na verdade, que você deve segurar as pontas, sabendo que TODO MUNDO passa por isso de vez em quando..o que me leva à ultima dica..

8. Não acredite no Facebook

Você trabalha duro, com dias duros, outros tranquilos. Se sente bem consigo mesmo e então abre o facebook, e leva uma soco na cara com historias de sucesso de outros fotógrafos. Elas estão por todo lado, seu feed de noticias está lotado delas, como formigas no piquenique.

Historias de super sucesso, onde todo mundos se vangloriando e bombando, agendas lotadas nos próximos meses, workshops com vagas esgotadas. As vezes são explicitas, outras vezes disfarçadas de humildes: 

“Fico sempre com vergonha quando meus clientes me agradecem. Quer dizer, o que vou falar quando alguém fala pra você “Você é o melhor fotografo do mundo!!” é muito difícil.”

E você está de pijamas em casa, mal se sustentando, e fica abatido, prestes a desistir de tudo, e ainda vê uma foto de um bebê receber 4 mil curtidas e pensa o que será que está fazendo de errado.

Deixe-me dizer: O que você está fazendo de errado é fica lendo o Facebook. Bom, não exatamente lendo, mas acreditando. Qualquer um pode ser qualquer coisa no Facebook. Lembre-se disso.

Então veja os videos de gatinhos, os memes, as historias emocionantes. Torça pelo sucesso dos seus amigos, mas quando for pra comparar sua vida com a dos outros baseado no Facebook, tome cuidado. O único lugar que um negocio é perfeito é no status do Facebook.

Agora, pegue sua câmera e manda ver!

Fonte: PetaPixel

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

4 comentários:

  1. Por qual motivo a maioria dos fotógrafos tem um Português pífio??
    "Haverão (sic) dias......" é demais.....!

    ResponderExcluir
  2. Uau, que texto maravilhoso. Senti mesmo você falando diretamente para mim, como se estivesse do meu lado.
    Acho que só trocaria o item 6 por suco de cevadis. hehe
    Sucesso

    ResponderExcluir
  3. Impressionante a quantidade de fotógrafos medíocres que estão ganhando dinheiro no mercado. Alguns são quase analfabetos. E a razão é muito simples. São excelentes vendedores! Enquanto alguns viajam na maionese e passam a vida toda lendo e fazendo cursos, se aprimorando com exposições e experimentos, outros sem metade dessa experiência vão à luta, mobilizam network, visitam empresas e dão a cara a tapa. Conselho de ouro para fotógrafos em início de carreira: Não deixe que o lado direito do cérebro o domine. Sucesso em fotografia profissional, paradoxalmente, exige doses cavalares de disciplina, foco, metas cumpridas, habilidade em negócios e em network. Mario Delio fotógrafo de Santos-SP deliotech@gmail.com

    ResponderExcluir
  4. Meus parabéns pelo posto, excelente!!!

    ResponderExcluir

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil