quarta-feira, 11 de novembro de 2015

A guerra do ISO

A fotografia digital, desde seus primórdios, passa por uma constante evolução e algumas "guerras" vem sendo travadas ao longo de todos estes anos:
  • Tivemos a guerra dos megapixels, que está sendo benéfica para o mercado de câmeras para uso aançado/profissional, mas foi particularmente prejudicial às câmeras compactas e terminaram ajudando no que parece ser o fim das câmeras de bolso (aliado ao surgimento dos smartphones com câmeras cada vez melhores e com mais recursos)
  • A guerra do zoom, que ainda está acontecendo, e hoje já temos um modelo de superzoom com incríveis 83x de zoom (e parece não parar por aí pois já existem patentes de câmeras com 100x de zoom)
  • E agora chegamos à guerra do ISO que está alcançando níveis estratosféricos com os últimos investimentos em tecnologia, principalmente por parte de Canon e Sony
Assim como nas outras "guerras" é preciso um alto investimento pois não se trata apenas de números, eles tem que funcionar. No ano de 2011 a Canon sinalizou com o ISO 204800 com a Canon 1Dx e nos anos seguintes a Nikon seguiu a tendência, além de elevar este patamar para absurdos 409600 na Nikon D4s sendo acompanhada pela Sony A7s II, uma das câmeras mais espetaculares que já vi.

Só que tudo isso é fichinha perto da monstruosidade que a Canon mostrou em julho deste ano: a ME-20F-SH, uma câmera de lentes intercambiáveis de 30 mil dólares equipada com um sensor full frame que conseguer a impensável marca de ISO 4.560.000 (isso mesmo, 4 milhões e 560 mil). Esta é uma câmera de vídeo (e seu formato denuncia isso) com resolução de apenas 2 megapixels, o que a torna inviável hoje em dia para fotografia mas é o suficiente para fazer vídeos em Full HD. E essa "baixa" resolução aponta que os pixels devem ser gigantescos, o que facilita bastante para a câmera possui essa altíssima sensibilidade. Trocando em miúdos, é improvável que esta tecnologia seja usada na fotografia nos próximos anos, esta câmera pertence a um nicho bastante específico.

Exemplo da ME20F-SH em ISO 102000
Exemplo da ME20F-SH em seu ISO máximo
E a Sony respondeu recentemente com sua nova tecnologia chamada STARVIS que é aplicada de uma forma totalmente diferente: esta será usada, pelo menos inicialmente, em pequenos sensores a serem utilizados em câmeras de vigilância. É um caminho, de certa forma, inverso ao da Canon já que os tamanhos dos sensores equipados com esta tecnologia variam entre 1/3.2 e 1/2.5 de polegada e não sei se há viabilidade para tal tecnologia ser testada em dispositivos móveis que utilizam sensores nestes tamanhos.

Exemplo de como deve ser o desempenho do STARVIS
Enfim, esta guerra está apenas no início e com cada lado seguindo caminhos completamente diferentes, ambos ainda no âmbito do vídeo. A dúvida fica em qual delas dará um passo à frente e experimentará algo deste tipo em fotografia.

Fontes: Pop PhotoFilm Maker e Peta Pixel

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil