quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Fotógrafa registra destruição causada pela lama no Rio Doce

A fotógrafa Elvira Nascimento vive no Vale do Aço, em Minas Gerais, e fez fotos impressionantes do impacto da passagem da lama de rejeitos da Samarco pelo Rio Doce. As fotos foram feitas entre as cidades de Coronel Fabriciano e Marliéria, nas regiões de Ponte Queimada, Ponte Perdida e Ponte Metálica.

Nas fotos é possível observar a textura da água, além de vários peixes mortos. "Encontramos muitos animais mortos, muitos peixes às margens do rio. É uma tristeza sem fim, porque para a gente o rio está morto", sentencia a fotógrafa.

Elvira contou que atua há algum tempo junto a um grupo que se movimenta em favor do rio por conta da seca, o que torna o fato ainda mais preocupante na opinião da fotógrafa. "É uma água fétida, morta. Falar que não vai causar dano não existe. O rio está seguindo seu curso e matando tudo por onde passa. Em breve chega também ao Espírito Santo", diz.

As fotos de Elvira foram tiradas mais de 24 horas depois da tragédia e cerca de 200 km rio abaixo. Veja as imagens:


















da Gazeta Online

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil