quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Resumo: Paraty em Foco 2016

O Paraty em Foco é um evento anual de fotografia que acontece na cidade de Paraty (RJ), e nos últimos anos tem acontecido num dos períodos de maré alta. Esta edição, a décima segunda, aconteceu nos dias 14 a 18 de Setembro.

Foto da maré alta de Sábado, que foi acima da média, mas não tão alta quanto a de sexta-feira

Na sexta-feira (16), terceiro dia do evento, aconteceu a maior maré alta em muitos anos, inundando muitas ruas que normalmente não são atingidas pela maré alta, tanto dentro e quanto fora do Centro Histórico. Foi um dos assuntos do dia nas redes sociais entre os moradores da cidade. A maré alta do sábado também foi bem alta, mas foi menor do que a do dia anterior. Já no domingo, a maré foi muito baixa, deixando muitos barcos encalhados.

Barcos encalhados junto da Praça de Bandeira, no Centro Histórico de Paraty

Neste ano o criador do evento, o fotógrafo Giancarlo Mecarelli, cuidou pessoalmente da organização e algumas coisas foram diferentes. As palestras, entrevistas etc, aconteceram no auditório da Casa de Cultura de Paraty, e algumas das palestras foram transmitidas ao vivo pelo Facebook.

A última palestra foi de um morador da cidade, o Gabriel Toledo, o criado do grupo "Paraty - Uma foto por dia" no Facebook, apresentada no final da tarde de domingo. Vários dos participantes do grupo estavam presentes. Aproveitaram para comemorar o fato de terem atingido o número de 25 mil membros no grupo.

Gabriel Toledo, criador do grupo Paraty - Uma foto por dia, ao centro

Nos últimos anos alguns de fabricantes de equipamentos estiveram presentes no Paraty em Foco expondo os seus produtos. Neste ano foi a Canon com impressoras e câmeras, mas levou poucos modelos de câmeras e não deixava manipulá-las, mantendo-as em vitrines.

Casa Canon.

Como de costume, tiveram exposições em lugares abertos, e logo na chegada na cidade já se deparava com uma exposição de retratos no muro do estádio de futebol da cidade. Era a exposição Semblante de Nilo Biazzetto.

Muro do Estádio de Futebol de Paraty

A outra grande exposição à céu aberto foi na quadra ao lado da Igreja Matriz, junto da Praça da Matriz. Esta exposição contava com trabalhos de vários autores.

Quadra de esportes do Centro Histórico de Paraty. Pode-se ver a Igreja Matriz e as árvores da praça

Quadra de esportes do Centro Histórico de Paraty. Pode-se ver a Igreja Matriz


A Galeria Zoom, do criador do Paraty em Foco, contava com a exposição da fotógrafa Ana Carolina Fernandes sobre protestos de rua. A Casa de Cultura abrigou diversas exposições em seus salões.

Exposição Tudo Claire de Claire Marie Jean na Casa de Cultura de Paraty

Mas o local mais incomum a receber exposições foi a Rodoviária de Paraty, que está sendo reconstruída, ainda em obras. Foram duas exposições, O Documental de João de João Machado, e Olhares do Canteiro, do Coletivo Mestre da Obra. Esta segunda exposição é o resultado de um trabalho de fotografia feito em canteiro de obras com os operários de obra. É interessante ver um trabalho feito por operários de uma obra exposto em um local transitado por outros operários de obras.

Documental de João, na Rodoviária de Paraty

Olhares do Canteiro, na Rodoviária de Paraty

O SESC e o IPHAN também receberam exposições.

Sede do IPHAN vista de fora, com a exposição

Sede do SESC de Paraty

Tiveram alguns eventos em paralelo, como de costume. Algumas pessoas, por iniciativa própria, expuseram os seus trabalhos em vários pontos da cidade. Entre os eventos em paralelo foi a Off PeF, um "paralelo-oficial" do Paraty em Foco. Nele incluía exposições na Praça da Matriz, trocas de fotos por sorteio etc.

Off PeF na Praça da Matriz.

Off PeF na Praça da Matriz.

Off PeF na Praça da Matriz.

Off PeF na Praça da Matriz.

Off PeF. Trocas de fotos no pátio da Casa de de Cultura de Paraty.

Um evento sobre observação de pássaros aconteceu no Morro do Forte Defensor Perpétuo, com exposição de gravuras no forte e no caminho para ele, e uma exposição de fotos de splashes do fotógrafo Tony Genérico com aves na casa do forte. Talvez tenha faltado uma exposição de fotos dos observadores de pássaros que moram em Paraty.

A placa na entrada da subida para o Morro do Forte Defensor Perpétuo.

Algumas das gravuras na trilha de subida para o forte.

Exposição no pátio do forte.

Exposição de splashes com aves do Tony genérico na Casa do Forte.

Como sempre, foi um evento rico, com muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo, e difícil de acompanhar tudo. Como de costume, uma das melhores coisas foi a interação com as pessoas, os outros fotógrafos e amadores desta arte.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil