sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Mark Seliger retrata comunidade trans em Nova York

O fotógrafo captou a vibração da Christopher Street - um lugar no coração da identidade LGBT de uma das maiores cidade do mundo


Publicado pela editora publicado pela Rizzoli, "On Christopher Street: Transgender Stories" é um livro que reúne de fotos de Mark Seliger sobre a rua do West Village que tem sido um local central para encontro da comunidade trans em Nova York.

"Sempre fui intrigado com a vida e teatro da Christopher Street", explica Seliger durante o lançamento do livro. "Tenho percebido a possibilidade fotográfica com o canto dos olhos nas últimas duas décadas - uma ilha Ellis para a liberdade de expressão e identidade de gênero". Após chamar a área de lar por duas décadas, foi a rápida gentrificação da rua que o fez agir. "Mais recentemente, tenho notado que está desaparecendo. Meu interesse no foto documentário levou à construção de uma série de retratos, o que levou a três verões fotografando", disse ele, admitindo que não estava ciente de quão central as histórias de pessoas trans teria o projeto quando ele começou inicialmente. "No começo eu nem percebi que estava fotografando histórias trans, apenas histórias de pessoas que encontraram o caminho para a Christopher Street. Quando comecei a falar sobre esse projeto, eu percebi que todo mundo tem uma história trans, que ser trans é algo que afeta a todos nós."

"Eu percebi que todo mundo tem uma história trans, que sendo trans é algo que afeta a todos nós" - Mark Seliger

Orientação sexual e identidade de gênero é interminável na Christopher Street, de transgêneros, transexuais, não-binários, genderqueer, femmes, butch, travestis, drag kings e drag queens à pansexuais. E embora no início deste ano o presidente Obama tenha declarado a área em torno do Stonewall Inn - a casa das infames manifestações e 1969 - como "o primeiro monumento nacional a contar a história da luta pelos direitos LGBT" do país, o bairro tornou-se cada vez mais de classe média e o consenso geral em relação ao transgênero e da comunidade gay tornou-se menos aceito e mais hostil.

Apresentando 74 fotografias tiradas por Selinger com uma câmara Hasselblad, junto com anedotas das pessoas que eles representam, o fotógrafo incentiva seus súditos a projetarem a sua identidade pessoal. Alguns olham solene, alguns parecem atrevidos e alguns fazem poses sugestivas, mas todas as pessoas documentdas por Seliger expressam sua confiança em quem eles são. Por sua vez, as suas histórias pessoais permitir a sua voz para ser ouvido em uma época onde a sexualidade e gênero estão sendo continuamente desafiados e reavaliados.






Fonte: Dazed

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2017 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil