terça-feira, 21 de fevereiro de 2017

A tecnologia incrivelmente simples utilizada pelos fotógrafos da Sports Illustrated Swimsuit Issue

Um assistente segura um scrim acima de Rose Bertram (Foto: Janine Berey)

Fotografias de alto nível dependem de configurações de iluminação complexas, que por sua vez dependem de uma grande equipe de assistentes. Para a Sports Illustrated Swimsuit Issue, edição especial de roupa de banho publicada anualmente pela revista norte-americana Sports Illustrated, os fotógrafos tendem a não usar qualquer tipo de iluminação artificial. Em vez disso, eles trabalham com a luz disponível e com modificadores de luz estrategicamente colocados, como o scrim.

scrim é uma grande tela, colocada entre o sol e a modelo para suavizar a luz solar (muito similar ao lightinform, fabricado no Brasil pela Atek). O fotógrafo James Macari usa um scrim para minimizar a dureza da luz se a modelo tem olhos fundos e o sol está marcando muito o rosto. Às vezes os scrims são essenciais para reduzir sombras, mas também são usados ​​por razões de estílo. "Eu gosto de definição no rosto", diz Macari. "Mas, obviamente, a luz plana é melhor. É o que vende no mundo comercial."

Barbara Palvin sendo fotografada em Curaçao (Foto: Janine Berey)

Scrims são bastante grandes, geralmente 1,8 x 1,2 m. Eles podem ser bastante complicados de usar e podem se transformar em velas se virados na direção errada em um dia com muito vento, fazendo com que eles balancem e virem.

Assistentes e fotógrafos também devem estar cientes das sombras que o scrim pode criar. "Você tem que ter cuidado com a sombra", diz o fotógrafo SI Ben Watts. "Ele cria uma sombra quadrada que você quer camuflar com outras sombras como folhas de palmeira ou retocar".

Mas os scrims são muitas vezes apenas metade do trabalho. Enquanto eles reduzem a intensidade da luz, rebatedores podem ajudar a adicionar luz e contraste para as áreas com sombras como o rosto e os olhos. Há uma variedade de materiais, cada um com diferentes qualidades de brilho. Os mais comuns são branco, prata e ouro. Cada fotógrafo tem suas próprias preferências. Para James Macari, são rebatedores prata velhos. "Eu não uso ouro. Eu prefiro usar um rebatedor prata. Eu também uso rebatedores velhos porque eles são mais fracos."

Um rebatedor (à direita) refletindo luz dourada na modelo Hannah Ferguson

Vale a pena notar que os ensaios na praia também fornecem alguns rebatedores naturais. Areia e água podem refletir uma quantidade significativa de luz. Macari prefere fotografar sem qualquer modificador de luz quando a luz é perfeita. Essa abordagem funcionou tão bem para seu ensaio com Ashley Graham que a foto acabou na capa da edição do ano passado.

Usar scrims e rebatedores pode ser essencial, mas o verdadeiro truque está no momento. Em um ensaio típico da SI, James Macari acorda às 3 da manhã, começa a fotografar por volta de 6h até 10h. Ele então edita e rapidamente cochila antes de fotografar novamente de 19h às 22h. Os fotógrafos e a equipe de funcionários incansáveis conduzidas por JM mantêm essa programação durante 10 a 18 dias algumas vezes no ano. "É um trabalho dos sonhos com certeza, mas com certeza pode te colocar para baixo", diz Macari.

Capa da edição de 2016 da Sports Illustrated Swimsuit Issue com Ashley Graham

Fonte: Time

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2017 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil