sábado, 25 de fevereiro de 2017

Dicas para fotografar o eclipse solar deste domingo

Eclipse solar parcial tomado em Fort De Soto, Flórida, Estados Unidos, em outubro de 2014 (Dennis Adair/Flickr)


Neste domingo (26), especificamente entre 9h40 e 13h40 (horário de Brasília), um Eclipse Solar Anular chamará a atenção do mundo, e poderá ser visto parcialmente na maior parte da América do Sul, incluindo o Brasil. Já a totalidade aparecerá apenas no Sul do Chile, sul da Argentina, oeste da Angola, do Congo e da Zâmbia. Um prato cheio para os fotógrafos de astronomia.

Em um mapa da NASA, é possível ver o horário exato em que o fenômeno poderá ser visto da sua cidade. Não esqueça de fazer a conversão para o horário de Brasília (-3).

Como observar

É preciso ter muito cuidado ao observar o sol durante o fenômeno astronômico. Nunca se deve olhar para o sol sem proteção adequada, sob o risco de causar danos permanentes à visão. Lembrando que usar óculos escuros ou filme de raio-X não é o suficiente.

“A observação de um eclipse do Sol sem um filtro solar apropriado pode queimar a retina e causar cegueira, ou, a destruição do campo visual”, alerta a astrônoma Telma Cenira. “Jamais use telescópios, binóculos e máquinas fotográficas sem um filtro solar para a observação de qualquer evento relacionado ao Sol”.

Uma opção para observar o fenômeno em segurança, é criar uma câmara escura, método que já era utilizado há séculos e também é a mesma técnica utilizada para a construção de câmeras pinhole.

Como fotografar

Filtro: realmente é essencial, tanto para conseguir um bom resultado como para proteger seu olhos e o sensor da câmera. Você pode utilizar um Filtro Baader, uma película utilizada em telescópios, ou um vidro para máscara de solda Nº 14.

Tripé e disparador: para evitar qualquer movimento ou vibração da câmara para não estragar completamente o resultado, é importante usar o tripé e também um modo de disparo remoto.

Distância focal: para o sol parecer maior em sua imagem, e não apenas do tamanho de uma bola de gude, temos que usar uma lente teleobjetiva com uma distância focal mínima de 200 mm, se ainda 400 melhor. A NASA disponibiliza em seu site uma tabela com a relação das distâncias focais ideais para o tamanho da imagem que se pretende obter.

Configurações: É muito difícil dar valores exatos para algumas definições que sua câmera, pois há muitas variáveis ​​envolvidas, mas a NASA proporciona alguns valores pré estabelecidos em uma tabela conforme o tipo de eclipse.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2017 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil