quarta-feira, 22 de março de 2017

Fotógrafo registra profissionais do sexo na Alemanha


De acordo com a Erotik Gewerbe Deutschland (também conhecida como UEGD, Associação de Empregadores Alemães de Empresas Eróticas), estima-se que hoje na Alemanha haja cerca de 3.000/3.500 bordéis, enquanto os sindicatos estimam que a prostituição produz um faturamento anual de cerca de 20 milhões de euros.

Em 2001, o Bundestag aprovou a legislação que tornou a Alemanha o maior mercado de prostituição "protegida por lei" na União Europeia (UE). O objetivo era proteger os trabalhadores do sexo, dando-lhes acesso a programas de seguro de saúde, desemprego e benefícios de reforma contra a contenção da exploração sexual, tráfico de seres humanos e outras atividades criminosas relacionadas com a prática da profissão num contexto de ilegalidade.

Hoje em dia, após mais de dez anos, o trabalho sexual reaparece como tema de discussão da dialética nacional em que as trabalhadores do sexo sentem as necessidades de defender todos os direitos conquistados contra intenções mais repressivas, num país que se tornou um dos destinos preferidos dos chamados migrantes sexuais: provedores de serviços de todo o mundo atraídos pela oportunidade de praticar uma profissão reconhecida e protegida dentro de um universo grande e complexo, incluindo artistas pornôs, webcam girls, massagistas e dominatrixes.

A necessidade de compreender esta questão originou-se de uma investigação aprofundada dos arquivos de uma das mais importantes agências fotográficas: a representação comum dos profissionais do sexo geralmente os retrata como presos numa iconografia ambígua e forçados a entrar num imaginário coletivo que tem mais a ver com estereótipos do que com pessoas reais desempenhando seu papel na sociedade alemã.

O projeto criado pelo fotógrafo Lorenzo Maccotta, intitulado "Sex Workers" visa construir uma documentação não estigmatizada das diferentes figuras profissionais contemporâneas pertencentes à definição de "trabalhadores do sexo", com retratos que mostram suas vidas cotidianas no lugar onde vivem, bem como no local onde trabalham.















Para conhecer mais sobre o trabalho de Maccotta, acesse: www.lorenzomaccotta.com.

Fonte: L’Œil de la Photographie

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2017 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil