domingo, 12 de março de 2017

Polinésia: Uma viagem ao paraíso

Há mais de 60 anos, o fotógrafo norte-americano Eliot Elisofon registrava as cores destas impressionantes ilhas que já inspiraram grandes obras de arte


As ilhas da Polinésia têm sido uma fonte de inspiração para os visitantes. Talvez o mais famoso seja o pintor Paul Gauguin, mas ícones literários como Herman Melville e Robert Louis Stevenson também encontraram  algo especial no ambiente e na cultura originais das ilhas.

Foi com esse conhecimento em mente que Eliot Elisofon, fotógrafo da revista Life, partiu para a Polinésia. Junto com sua esposa, ele viajou milhares de quilômetros ao redor da região, na esperança de fornecer aos leitores uma pitada do que fez o lugar uma fonte tão rica de arte. O resultado foi um ensaio fotográfico intitulado Voyages to Paradise, publicado na edição de 24 de janeiro de 1955. Seu trabalho dá um novo significado à ideia de "leitura de férias", com cada fotografia emparelhada com uma passagem de uma obra de literatura inspirada nas ilhas.

As dançarinas vistas na foto acima, por exemplo, Elisofon viu como um retrato daquelas que Melville elogiou no livro Typee, escrevendo que "não só seus pés dançam, mas seus braços, mãos, dedos, seus próprios olhos, parecem dançar em suas pistas." O navio visto abaixo foi descrito por Frederick O'Brien em Atolls of the Sun. E a vista aérea de Bora Bora era exatamente como James A. Michener descrevera em Return to Paradise: "Eu a vi primeiro de um avião. No horizonte havia uma partícula que se tornou uma montanha alta e sem corte com Os penhascos caíam sobre o mar ... Sobre a base da montanha, os dedos estreitos de terra dispararam, formando baías magníficas, enquanto ao redor do todo foi jogado um anel de coral de absoluta perfeição,
















Fonte: Time | Life

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2017 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil