sábado, 29 de abril de 2017

Fotógrafo é agredido por lojistas ao cobrir manifestação no centro de Belo Horizonte

Os suspeitos estavam cobrando de R$ 5 a R$ 30 para aqueles que quisessem fazer fotos do alto da galeria, que fica na Praça Sete de Setembro

O Tempo/Reprodução

Um fotojornalista foi agredido na manhã desta sexta-feira (28) durante a manifestação da greve geral no centro de Belo Horizonte. O profissional de um jornal mineiro tentava entrar na sacada de um prédio para fazer imagens aéreas da praça Sete e acabou agredido por lojistas que estavam cobrando pelo acesso ao local.

"Tem uma galeria, um prédio público, que a gente sobe para ter uma visão privilegiada e eu subi junto com outro fotógrafo. Só que quando chegamos lá em cima, tinha uma grade fechada e o pessoal estava cobrando de R$ 5 a R$ 30 para termos acesso à sacada", detalhou o profissional.

Indignado, ele resolveu fazer uma filmagem mostrando a cobrança pelo acesso ao prédio. "Quando comecei a fazer isso, e eu tenho esse vídeo, eles abriram a porta e dois dele vieram para cima de mim, dizendo que iam quebrar meu equipamento. Tive que me defender de alguns socos e, em um empurrão, acabei batendo na grade e tive um corte no braço", relata o fotógrafo.

Ainda segundo o fotógrafo, a sorte era que havia muita polícia próximo ao local. Os dois suspeitos foram detidos e levados para a 6ª Companhia da Polícia Militar juntamente com o fotógrafo agredido e o colega dele de outro jornal que testemunhou toda a ação.

A testemunha contou à reportagem do jornal O Tempo que os suspeitos estão alegando que eles invadiram propriedade particular. "Mas nós não passamos da grade, só questionamos o fato deles cobrarem pela entrada. O administrador do prédio não estava lá", contou o fotógrafo que viu toda a agressão do colega.

via O Tempo

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2017 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil