terça-feira, 11 de setembro de 2018

Facebook censura fotografias de Irving Penn


O Facebook já criou diversas polêmicas por censurar obras de arte antes. Desta vez, algumas obras do icônico fotógrafo Irving Penn foram censuradas porque, basicamente, o Facebook entende que elas são pornográficas. Segundo o site DIYPhotography, o fotógrafo Cliff Cheng compartilhou alguns dos retratos tirados por Penn de tribos à beira da extinção e o Facebook os apagou em questão de minutos devido a sua política sobre nudez. Porém, depois de duas revisões, a rede social ainda vê as fotos como inapropriadas.

Cheng visitou a exposição “World’s in a Small Room” na Fahey/Klein Gallery, em Los Angeles. Nas imagens exibidas, Penn usou a luz natural de uma janela para documentar culturas à beira da extinção. Cheng sentiu-se inspirado pelo trabalho e então, quando chegou em casa, fez uma postagem dos retratos de Penn no Facebook. Dois deles tinham mulheres com seios nus, e o Facebook removeu o post em minutos, afirmando que Cheng “violou os padrões da comunidade que não permitem nudez ou atividade sexual”.

Depois de ter apagado o post, Cheng pediu uma revisão e recebeu a mesma resposta: “os padrões da comunidade foram violados”. Ele pediu uma segunda revisão e, mais uma vez, a resposta foi a mesma. Como Cheng escreve, Penn estava documentando culturas que estavam sendo extintas quando o mundo moderno invadiu a cidade.

“Julgar essas culturas extintas com os padrões de 2018 é desrespeitoso com as culturas de outras pessoas, é eurocêntrico”, diz Cheng.

O Facebook determina o que está em suas imagens com a ajuda de inteligência artificial. Porém, mesmo depois de um humano rever as fotos, o post ainda era considerado inadequado, contrariando o que as normas do Facebook dizem sobre nudez:

“Por exemplo, enquanto restringimos algumas imagens de seios femininos que incluem o mamilo, permitimos outras imagens, incluindo as que descrevem atos de protesto, mulheres ativamente engajadas na amamentação e fotos de cicatrizes pós-mastectomia. Também permitimos fotografias de pinturas, esculturas e outras artes que retratam figuras nuas”.

Em 2013, o Facebook censurou uma foto de Sebastião Salgado, publicada pelo site Rue89. A foto mostra um grupo de mulheres da tribo Zo’e, do Pará, e acompanhava a notícia da abertura da exposição “Genesis” na Maison Européenne de la Photographie (MEP), em Paris. Mais recentemente, em setembro de 2016, o Facebook censurou a fotografia histórica “Napalm Girl”, tirada pelo fotógrafo Nick Ut em 1972 que mostra uma jovem nua queimada durante a guerra do Vietnã, publicada na página do escritor Tom Egeland.

via iPhoto

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2018 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil