quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

A cidade que inspira os fotógrafos nas quatro estações

Qual a primeira atitude quando se chega a uma cidade belíssima, rica em arquitetura, história e com uma atmosfera mágica? Não é difícil de responder, fotografá-la. Manter em uma imagem um instante de beleza é como guardar um pedaço das sensações vividas, e a fotografia tem o poder de manter vivo em formas, cores, informações a experiência individual.

A capital da República Tcheca, Praga, recebe centenas de turistas diariamente, a quantidade de flashes disparados é incontável e os cenários para fotografias peculiares estão por toda parte.

O calor do verão tcheco

No verão a temperatura chega até 32 graus, o sol brilha e o calor é visto nos rostos de cada transeunte, a cidade neste período está abarrotada de visitantes que se espremem nas ruas estreitas da cidade secular, com a tarefa de visitar todos os pontos mais famosos da cidade.


O relógio astronômico a cada hora cheia exibe a performance de 12 apóstolos e ao final um galo cantarola, neste momento os olhares atentos dos turistas procuram as melhores posições para registrar os movimentos das pequenas estátuas que chamam a atenção de todos.

Ao lado do relógio está a Praça da Cidade Velha, onde um vasto pátio de paralelepípedos é a base para os prédios renascentistas, barrocos que vencem os séculos e dão um ar de romantismo à cidade com suas impressionantes fachadas. Praga conseguiu sobreviver a maior parte dos bombardeios da Grande Guerra Mundial e por isso até hoje tem monumentos intactos, que foram construídos há séculos passados.



O país dos castelos, impõe um dos seus maiores acima do rio Moldava, é o Castelo de Praga que se ergue acima da cidade e à noite suas luzes brilham e formam um dos mais belos cartões-postais da cidade. Um jantar em um barco-restaurante com vista para ele é inesquecível. Nas águas paradas do principal rio que corta a cidade patos e gansos nadam próximo às margens, onde visitantes passeiam e jogam farelos de comida.

O colorido de Praga na rica primavera

Na primavera, ipês floridos são o palco para a tradição local dos namorados, abaixo da Torre Petrin, no parque que leva o mesmo nome no centro da cidade, casais se beijam na sombra dos ipês, eles acreditam que traz felicidade. Esse costume é mais forte do que o Dia dos Namorados, celebrado em 14 de fevereiro. Nos parapeitos dos prédios flores enfeitam as janelas, esse é o tempo do colorido.

As tonalidades das folhas no outono


O verde dos parques perde a força para o marrom-avermelhado das folhas no outono, os raios de sol douram essa aquarela, é o cenário para as lentes da câmera capitarem as mudanças da natureza entres as estações do ano. Como outras cidades da Europa no outono, Praga se cobre com uma natureza de folhas que caem, secas de tons amarelados.

A brancura de uma cidade gelada

O inverno chega colocando a temperatura abaixo de zero e a neve cobre toda cidade com sua brancura. É neste período que começa no país a temporada de esqui nas várias cidades  montanhosas, como ao norte da Boêmia, em Harrachov. Casas com os telhados cobertos de neve, chaminés soltando fumaça e uma natureza silenciosa, é assim que o inverno pode ser lembrado.


Nas quatro estações, que não só modificam a natureza, mas também os hábitos, o humor dos habitantes é possível registrar o encanto do tempo que não para, mas que através das lentes de uma câmera podem permanecer sempre.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil