quarta-feira, 28 de setembro de 2022

Comedy Pet Photography Awards 2022

setembro 28, 2022 | por Resumo Fotográfico


“Boom Boom” de Kenichi Morinaga (Japão), vencedor geral e na categoria Gatos

Quem tem um animal de estimação sabe como eles podem ser engraçados. E os vencedores do Comedy Pet Photography Awards de 2022 fizeram um trabalho incrível capturando o lado peculiar de seus animais de estimação. Mais de 2.000 imagens foram inscritas no concurso, com o fotógrafo japonês Kenichi Morinaga levando para casa a vitória por sua foto de dois gatos se aninhando em uma cerca.

Morinaga, cuja imagem também ganhou a categoria Gatos, adora fotografar gatos de rua. Sua paixão foi despertada por seu próprio gato de estimação e suas aventuras de mochila na Europa. Agora, ele costuma visitar as pequenas ilhas do Japão, onde está sempre à procura de novos felinos para fotografar.
“Quando voltei ao Japão, continuei a procurá-los, eles realmente me animam, especialmente após os dois últimos anos da pandemia – eles são tão engraçados, mesmo quando estão fazendo algo sério”, compartilha o fotógrafo. “Esta competição incrível me lembrou que esses gestos de todos os animais são reconhecidos como hilários, fofos e comoventes não apenas no Japão, mas em todo o mundo.”
Morinaga ganhou um prêmio em dinheiro no valor de £ 2.000 (cerca de R$ 11.700) e o título de Comedy Pet Photographer of the Year. Mas, ainda mais importante, ele ganhou a oportunidade de fazer uma doação de £ 5.000 (cerca de R$ 29.300) para qualquer instituição de caridade animal de sua escolha. O fotógrafo selecionou o The Cat Welfare Group, uma instituição que há 35 anos cuida do bem-estar e do resgate de gatos.

A caridade é um componente importante da competição. Graças a uma parceria com a Animal Friends Pet Insurance, a Comedy Pets também realizou três doações nos valores de £ 10.000 (aproximadamente R$ 58.700) cada para instituições de caridade que têm feito um trabalho incrível de resgatar, cuidar e realojar animais abandonados: Dean Farm Trust, London Inner City Kitties, e Wild at Heart Foundation.

As outras imagens vencedoras são uma deliciosa seleção de fotos engraçadas de animais que mostram de tudo, desde um cachorro ficando selvagem na água até um gato confuso preso em uma cerca viva. Há até uma alpaca “fumando” e um cachorro “motorista”, então, se você estiver procurando por uma boa risada, continue rolando.

Veja abaixo as demais imagens vencedoras do Comedy Pet Photography Awards 2022:


“Nilo's Love for water” de Jose Bayon (Espanha), vencedor na categoria Cães


“Smokin' Alpaca” de Stefan Brusius (Alemanha), vencedor da categoria Todas as Outras Criaturas


“Happy Horses” de Radim Filipek (República Tcheca), vencedor da categoria O Poderoso Cavalo


“Revenge of the Tennis Ball” de Christopher Johnson (Reino Unido). Highly Commended


“Chauffeur Dog” de Mehmet Aslan (Turquia). Comedy Pet Team Favorite Award


“OMG what is that” de Beth Noble (Reino Unido). Highly Commended


“Grandmistress Candy” de Jonathan Casey (Reino Unido). Highly Commended


“Mine, not yours!” de Lucy Sellors-Duval (Reino Unido). Highly Commended


“Jack the Cat stuck in the hedge” de Freya Sharpe (Reino Unido). Vencedor da categoria Júnior


“Dashing through the snow” de Marko Jovanovic (Estados Unidos). Prêmio Escolha Popular


“Purr-etty Pleeeaase!” de Sarah Fiona Helme (Reino Unido). Highly Commended


“Dave and Dudley” de Judy Nussenblatt (Estados Unidos). Vencedora da categoria Pets Parecidos com os Donos


“Werewolf 2.0” de Karl Goldhamer (Alemanha). Highly Commended


“Too desperate” de Kazutoshi Ono (Japão). Highly Commended


“Now, how do I upload my pics?” de Kenichi Morinaga (Japão). Highly Commended

sexta-feira, 23 de setembro de 2022

2º Festival daFOTO! Potiguar

setembro 23, 2022 | por Resumo Fotográfico

Fotografia da exposição “Relicarium”, de Meysa Medeiros

Dando continuidade a suas atividades, o Coletivo daFoto! realiza nesta semana a segunda edição do Festival daFOTO! Potiguar, no Museu Câmara Cascudo, em Natal, como parte da programação da 16º Primavera dos Museus. A edição deste ano tem como tema a “Fotografia e Preservação da Memória Potiguar” e apresenta uma extensa programação com uma série de atividades gratuitas: feira, exposição, oficinas, projeções e lançamentos de fotolivros.

A programação iniciou na terça-feira (20) com a abertura da exposição Relicarium, da fotógrafa documentarista Meysa Medeiros. A mostra resgata através de montagens fotográficas, as origens da Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, localizada no Centro Histórico de Natal. As oficinas tiveram início na tarde de quinta (22). O fotógrafo Vlademir Alexandre ministrou a oficina gratuita Iluminação Criativa para o público infanto-juvenil.

Seguem no sábado e domingo as oficinas: Oficina Lúdica do Olhar, com o fotógrafo Henrique José, para o público infanto-juvenil, no sábado (24), às 10h; Oficina Noções Básicas de Produção e Edição de Vídeo com Smartphone, para o público adulto (24), às 14h; Oficina Primeiros Passos para Contar uma História, com Everson Andrade, para o público adulto (25), às 14h; Oficina Fotografia e Poesia, com o fotógrafo Alexandre Santos, para o público adulto (25), às 16h.

No fim de semana acontece ainda a terceira edição da Feira daFOTO!, uma feira de fotografia onde serão comercializados produtos fotográficos diversos, no sábado (24), de 8:30h a 21h, e no domingo (25), de 13h a 18h. Durante a feira serão realizadas as projeções fotográficas e também os lançamentos de fotolivros, às 17h (no sábado e no domingo). Dentro da programação serão realizados ainda o sorteio de livros, para quem visitar o festival e participar das atividades.

Coletivo daFoto!

O Coletivo daFoto! é um grupo de fotógrafos e produtores culturais de Natal/RN, com o objetivo de promover eventos ligados à formação, promoção e difusão da fotografia como arte e como expressão. O coletivo funciona desde 2019 e tem sede no Mercado Cultural de Petrópolis, em Natal. O coletivo é formado pelos fotógrafos Henrique José, Meysa Medeiros, Alexandre Santos, Flávio Aquino, Vlademir Alexandre e Damião Paz.

SERVIÇO
2º Festival daFOTO! Potiguar
Data: de 20 a 25 de setembro de 2022
Local: Museu Câmara Cascudo - Av. Hermes da Fonseca, 1398, Tirol, Natal/RN
Informações: www.coletivodafoto.com.br

quarta-feira, 21 de setembro de 2022

Começa nesta quarta-feira o festival Paraty em Foco 2022

setembro 21, 2022 | por Resumo Fotográfico


João de Régis, Canudos, Bahia, 1994 | Foto de Evandro Teixeira, homenageado desta edição

Tem início nesta quarta-feira (21) a 18ª edição do Festival Internacional Paraty em Foco, que tem como tema “Horizontes da Fotografia”. Com uma extensa programação, o festival apresenta uma série de exposições, projeções, entrevistas e workshops, até domingo (25).

“A velocidade da evolução tecnológica tem sido assustadora. Em duas décadas o mundo mudou como nunca antes. Nesse contexto, a fotografia experimentou essas alterações bruscas no perfil dos suportes, dos equipamentos, dos profissionais, dos entusiastas e do mercado. Cabe então uma pergunta que hoje é bastante difícil de ser respondida: para onde vai a fotografia?”

Homenagem a Evandro Teixeira

O homenageado desta edição é o fotojornalista baiano Evandro Teixeira. Em quase 70 anos de atividade, 47 deles no Jornal do Brasil, registrou o golpe militar de 1964 e as manifestações estudantis de 1968, eternizou em imagens icônicas Pelé e Ayrton Senna, acompanhou a visita da Rainha Elizabeth e do papa João Paulo II, documentou fome e pobreza, mas também carnaval e festas populares. Política, esporte, moda, comportamento, nada escapou às suas lentes. É dono ainda de uma produção autoral importante, na qual se destaca o projeto sobre Canudos. Esse conjunto monumental, com mais de 150 mil fotos, está sob a guarda do Instituto Moreira Salles.

Para saber mais, acesse: www.pefparatyemfoco.com.br.

terça-feira, 20 de setembro de 2022

Exposição: “Relicarium”, de Meysa Medeiros

setembro 20, 2022 | por Resumo Fotográfico



A Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos em Natal é tema do novo trabalho da fotógrafa e documentarista potiguar Meysa Medeiros. A exposição “Relicarium”, que entra em cartaz no Museu Câmara Cascudo a partir desta terça-feira (20), apresenta doze imagens monocromáticas que fazem um mergulho na biografia e religiosidade da capital potiguar.

Com curadoria de Henrique José, o projeto de Meysa viaja no tempo, resgatando memórias do passado e origens através de montagens fotográficas da igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, com um apurado senso estético, que traz na força dos tons de cinza, do preto e branco, a luz de um lugar construído pela fé, sincretismo, força e sangue dos negros da cidade de Natal.

O ensaio ressalta a importância da confirmação da presença negra no templo religioso. Fugindo do senso fotográfico comum, do olhar turístico para sua arquitetura, paredes e imagens sacras, a autora surpreende ao encher o ambiente com homens e mulheres negros, que de alguma maneira, ainda habitam a igreja. Utilizando de sua sensibilidade, construiu através das manipulações digitais, o retorno de rostos e corpos anônimos do passado até os dias de hoje.

Meysa explica que a parte de pesquisa teve inicio no ano passado e que o ensaio é apenas o começo de algo maior. “Relicarium é um grande desafio para mim, pois saio da fotografia diária e didática e vou tecendo elementos mais artísticos.” A fotógrafa destaca que deseja despertar o imaginário do expectador e a valorização e presença do negro no passado ancestral. A proposta conta ainda com a exibição de um vídeo que será apresentado na abertura do evento.

A exposição faz parte do 2º Festival daFOTO! Potiguar, do Coletivo daFOTO!, dentro da programação da 16ª Primavera dos Museus do MCC. O projeto foi viabilizado através do edital "Apoio Financeiro às Expressões Culturais Religiosas 2021", da Secretaria de Cultura (Secult-Funcarte), através da Prefeitura Municipal de Natal.


Sobre a fotógrafa

Meysa Medeiros é fotógrafa popular, natural de Natal. Possui um olhar peculiar, investigando a cultura e a história da cidade do Natal. Também realizou os registros do bloco “Os Cão” da Redinha com o ensaio “Os Homens de Lama”, além do jovem periférico da capital do Rio Grande do Norte “O Pinta Natalense”. Ambos os trabalhos tiveram visibilidade nacional através de mostras e premiações.

SERVIÇO:
Exposição “Relicarium”, de Meysa Medeiros
Abertura: 20 de setembro de 2022, terça-feira, às 19h
Período: de 20 de setembro a 1 de outubro de 2022
Horário: de terça a sábado, de 8h30 às 17h
Local: Museu Câmara Cascudo - Av. Hermes da Fonseca, 1398, Tirol, Natal/RN

terça-feira, 6 de setembro de 2022

Exposição celebra os 410 anos de São Luís

setembro 06, 2022 | por Resumo Fotográfico

Fofão: símbolo do carnaval de rua maranhense | Foto: Meireles Junior

Celebrando o aniversário de São Luís, que completa 410 anos nesta quinta-feira (8), o projeto História em Movimento promove uma exposição fotográfica itinerante nos cinco terminais de ônibus da capital maranhense, durante todo o mês de setembro. Painéis em grandes formatos fazem um resgate da história da cidade e de seu patrimônio histórico, arquitetônico e cultural, como o sincretismo religioso e o bumba meu boi.

História em Movimento presta homenagem ao fotógrafo Edgar Rocha, radicado no Maranhão há 40 anos e guardião da memória fotográfica do estado, dedicando-se a compor, de forma magistral, aspectos da sua cultura local, assim como da paisagem material. Ao longo dos anos, foi agregando um acervo raro de fotografias feitas nos séculos XIX e durante o século XX. A exposição está sendo realizada com a maioria de fotos do seu acervo.

“O projeto foi pensado para ampliar o conhecimento da população sobre a sua história e cultura. Por isso transformamos os terminais de ônibus em grandes galerias, aumentando o acesso ao seu conteúdo” fala Cassia Melo, idealizadora do projeto que tem curadoria dos fotógrafos Meireles Junior e do homenageado, Edgard Rocha.

História em Movimento foi viabilizado pela Lei Estadual de Incentivo à Cultura, patrocinado pelo Governo do Estado do Maranhão e pelo Grupo Audiolar. Integrando a população, a exposição será monitorada por estudantes do curso de História. “O objetivo é reforçar a identidade do povo de São Luís através de sua história, cultura e diversidade”, resume Cassia Melo.