segunda-feira, 6 de julho de 2020

Um baralho de cartas para apaixonados por fotografia

julho 06, 2020 | por Resumo Fotográfico



O fotógrafo alemão Eric Bohring criou um baralho de cartas que reúne uma série de dicas de fotografia. Cada carta numerada ilustra as regras e técnicas mais importantes sobre fotografia e cada um dos naipes contém uma das quatro categorias diferentes de informações:
  • Espadas - Noções básicas de câmera
  • Copas - Composição
  • Paus - Técnicas
  • Ouros - Estilos

O baralho pode ser adquirido através da campanha de financiamento criada no site Kickstarter, que vai até o dia 31 de julho. Ele custa a partir de US$ 12 (cerca de R$ 60, na cotação atual) e a entrega está prevista para agosto de 2020. Assista abaixo ao vídeo promocional:

sábado, 4 de julho de 2020

Ensaio: “Quanto lixo somos nós”, de Mauro Sampaio

julho 04, 2020 | por Resumo Fotográfico

Na série “Quanto lixo somos nós”, o fotógrafo brasiliense Mauro Sampaio discute os hábitos da sociedade moderna, o consumismo e o excesso de lixo que ela produz.
“Repare nos seus caminhos, ao seu redor, e verá quanto lixo produzimos. Quanta coisa consumida rapidamente e descartada depois de um bom tempo de uso. Esse ser humano que somos nós é uma usina incansável de lixo.”











Sobre o fotógrafo

Jornalista, fotógrafo do cotidiano, fotojornalista, autor dos livros “Guia turisticamente incompleto da Europa”, “O país da felicidade”, “Nem anjos nem demônios - o Congresso Nacional”, “De ônibus” e “Abandono”, todos com narrativa fotográfica e textual. Participou da exposição coletiva “Quadrantes 2”, promovida pelo Centro Cultural Câmara dos Deputados (2017) e da Feira do Festival Internacional de Fotografia de Belo Horizonte de 2017, com o livro “De ônibus”.

quarta-feira, 1 de julho de 2020

Resumo Fotográfico 10 anos

julho 01, 2020 | por Cid Costa Neto


Neste mês de julho, o Resumo Fotográfico está completando 10 anos online. Durante esse período, publicamos quase 5 mil artigos sobre os mais diversos assuntos relacionados a fotografia e alcançamos mais de 50 mil seguidores no Facebook e outras redes sociais. Também completamos seis anos do lançamento da nossa versão em espanhol.

Ao longo desses 10 anos, firmamos grandes parcerias e estivemos presentes apoiando diversos congressos e festivais de todo o país, como a Semana da Fotografia, o Encontro do Fotógrafo, PhotoShow, Estúdio Evolution, Wedding Brasil, Estúdio Brasil, Fotógrafos em Ouro Preto, PhotoWeek, entre muitos outros. Além disso, promovemos e apoiamos diversos cursos, oficinas, palestras, passeios e exposições, realizados por profissionais renomados e em parceria com instituições relevantes na formação de fotógrafos, como o Instituto Internacional de Fotografia.

Aproveito o momento para fazer um agradecimento especial aos colaboradores, parceiros e apoiadores que já contribuíram para o desenvolvimento do nosso conteúdo:

Aaron Johnson, Adriana França, Adriana Prado, Adrovando Claro, Alan Marques, Alex Teixeira, Alexandre Salles, Altair Hoppe, Aluizio Durço Bernardino, Americo Sperandio, Ana Gabriela, Ana Izaura Duarte, Andreia Bueno, Beatriz Moraes, Bruna Issa, Cacá Rodrigues, Carol França, Cid Costa Filho, Cris Santoro, Cris Tristão, Daise Oliveira Costa, Daniel Marins, Eli Rocha, Felipe Ferreira, Felipe Marini, Frederico Reis, Gabriel Barrera, Gabriel de Faria, Gabriela Brina, Geraldo Neres de Souza, Gustavo Xingu, Helosa Araújo, Ianá Costa, Ingrid Mitsue, João Rocha Braga Filho, José Honório Brina, Joyce Fernanda, Juliana Foini, Júlio Costa, Karen Cunha, Leandro Neves, Lígia Maciel, Ligia Ribeiro, Lucas Godoy, Luis Henrique Mattos, Marco Costa, Maria Luiza Silva, Matheus Mourão, Milena Muñoz, Natália Nunes, Nizar Escandar, Oneia E. Santo, Pedro Nicoli, Pedro Sales, Rafael Siqueira Bonvenuto, Ricardo dos Santos Gonçalves, Rodrigo Jordy, Roberta Clarissa Leite, Rogério Limas, Ruca Souza, Tatiane Maria, Thalita Monte Santo, Walace Veltri Alves, Wendley Souza.


sexta-feira, 26 de junho de 2020

Projeto fotográfico reúne imagens de esperança durante a pandemia

junho 26, 2020 | por Resumo Fotográfico

Fotógrafos profissionais e amadores de todo o mundo são convidados a enviar suas imagens para participar de uma exposição virtual

Carl Juste

O que te traz esperança? Se as palavras nem sempre dão conta de definir esse sentimento, as imagens se saem muito melhor na tarefa. Então, se você tem fotografias daquelas que te fazem renovar as forças, corra e se inscreva gratuitamente, até o dia 15 de julho, num projeto internacional que está selecionando fotos para uma exposição virtual e com possibilidades de tornar-se uma mostra física, com exibição em vários países, e um livro. Uma imagem, considerada a melhor pelos curadores, ganha 500 dólares.

É o projeto Imagine: visions of hope, fruto de um coletivo internacional de importantes fotógrafos como David Alan Harvey, membro pleno da Magnum Photos, e Maggie Steber, da VII Photo Agency. As inscrições estão abertas a contadores de histórias visuais, fotojornalistas, fotógrafos documentais e de rua, profissionais e amadores de todo o mundo, interessados ​​em compartilhar seu trabalho para um público internacional. Os fotógrafos podem enviar até cinco fotos de câmeras analógicas, digitais e celulares. Imagens de arquivos são bem-vindas.

A iniciativa surgiu quando as atividades do festival de fotografia Focus on the Story migraram para o ambiente virtual e o premiado fotojornalista do Miami Herald, Carl Juste, teve a ideia de formar o coletivo e lançar o Imagine: visions of hope. “O projeto é uma coleção de imagens destinadas a resgatar o sentimento de esperança diante da necessidade avassaladora de ajudar as pessoas na crise que o mundo enfrenta hoje”, resume Juste.

Maria Daniel Balcazar

Para Joe Newman, também diretor do Focus on the Story e cofundador do projeto, a iniciativa “é mais do que apenas mostrar imagens animadoras, mas lembrar aos contadores de histórias visuais que eles têm o poder de criar narrativas de esperança por meio de suas imagens”, reforça.

A documentarista Maria Daniel Balcazar, que tem uma estreita ligação com o Brasil – já expôs no Rio de Janeiro (CCJF) e em Paraty (Paraty em Foco) suas fotos sobre o legado africano no Brasil , que também deram origem ao livro Kilombo – é uma das integrantes do conselho curatorial do Imagine: visions of hope. “Já temos alguns fotógrafos brasileiros selecionados para a exposição online e seria ótimo se tivéssemos mais. O Brasil é um manancial de bons fotógrafos e gostaria de ver isso refletido em mais participantes”, diz Balcazar.

Também participam da equipe curatorial os fundadores Carl Juste e Joe Newman; a diretora de Fotografia do Newseum, Indira Williams Babic; o professor de Fotografia, C.W. Griffin e o diretor de Fotografia do San Antonio Express-News, Luis Rios.

O regulamento e o link para as inscrições podem ser obtidos pelo site imaginevisionsofhope.org. Também estão disponíveis as fotos já selecionadas.

quarta-feira, 24 de junho de 2020

Fotógrafos criam campanhas de financiamento durante a quarentena

junho 24, 2020 | por Resumo Fotográfico

Fotografia de Bruno Guedes pode ser adquirida através de sua campanha no site Kickante

Com o isolamento social por causa da pandemia de Covid-19, muitos fotógrafos ficaram sem trabalho. Para tentar solucionar isso, alguns profissionais criaram campanhas de financiamento coletivo como fonte alternativa de renda durante esse período.

Para quem ainda não conhece, essas campanhas funcionam como uma forma de venda antecipada em que o apoiador compra algum tipo de recompensa, que podem ser as mais variadas, de produtos a serviços. Alguns oferecem fotos impressas, outros ensaios.

Selecionamos algumas campanhas que estão online nos sites Catarse e Kickante:
  • Em sua campanha no site Kickante, o fotógrafo brasiliense Bruno Guedes está oferecendo aos apoiadores uma fotografia emoldurada da ponte Juscelino Kubitschek, marco arquitetônico da cidade de Brasília. A campanha vai até 3 de julho.
  • Com os eventos cancelados por causa da quarentena, a fotógrafa paulista Mariana Zanandreia criou a campanha Projeto Se Ame, que consiste em melhorar a auto estima das pessoas através de ensaios fotográficos, e recebe apoio até 8 de julho.
  • Através da campanha matar fome de arte com os olhos, a fotógrafa cearense Nayra Maria oferece impressões e ensaios. As colaborações podem ser feitas até o dia 13 de julho.
  • Em seu projeto Photos 4change, o fotógrafo carioca Lazarini Semente oferece aulas de surf e ensaios fotográficos. 40% da arrecadação será doado para escolas de surf que estão paradas em virtude do isolamento social. A campanha vai até 28 de julho.
  • Marceli Marques é fotógrafa de shows em São Paulo e por isso está sem trabalhar durante a quarentena, então criou uma campanha no site Catarse como forma alternativa de renda.
  • A campanha Fotógrafos em Ação promove sorteio de fotos impressas para arrecadar doações para comunidades necessitadas.
  • A fotógrafa paulista Elza Cohen teve ensaios cancelados e adiados por causa da quarentena e decidiu criar uma campanha no site Catarse em que oferece impressões fine art.

domingo, 21 de junho de 2020

Diário Contemporâneo divulga premiados e selecionados da 11ª edição

junho 21, 2020 | por Resumo Fotográfico

Em 2020, o Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia se reinventou mais uma vez. No decorrer dos últimos meses, com a realidade do coronavírus, foi preciso se reconfigurar. As inscrições já são realizadas online e, desta vez, a seleção dos trabalhos também foi. Os dois júris trabalharam nos últimos dias em reuniões virtuais para definir os escolhidos entre os 414 dossiês enviados no total.

"Foi um processo diferente. Nos reunirmos virtualmente, mas trabalhamos coletivamente com muito espaço para troca e para escuta do outro. Foram es escolhidos projetos com poéticas e falas potentes, o que vislumbro uma residência bem interessante, efervescente", disse a artista Keyla Sobral, integrante da comissão da Residência Farol.

Novas dinâmicas que aproximaram, por meio da internet, aqueles que há muito não se viam e puderam, então, se reunir para se debruçar sobre a arte. "O encontro virtual com Lívia e Keyla foi muito produtivo. Tivemos reuniões em alguns dias onde, primeiramente, líamos as proposições, as cartas de intenções e analisávamos trabalhos já realizados pelos artistas inscritos. Tomamos alguns princípios norteadores para nossas escolhas. Essencialmente consideramos que, apesar das pesquisas pessoais e das questões motivadoras de cada proponente, as propostas deveriam se colocar suficiente abertas ao contato com o lugar e com os outros participantes para efetivamente 'ganhar corpo'. Isso por vezes era perceptível nas propostas de trabalho propriamente ditas mas, outras vezes, se evidenciava na carta de intenções - uma busca por diálogo, por troca, por ser afetadx pelo lugar. Ficamos felizes por chegar a um grupo, ao nosso ver, plural e rico de possibilidade de trocas, colaborações e aprendizados", contou o professor e artista Alexandre Sequeira, do mesmo júri.

Abraços e encontros virtuais

"Para mim, foi uma experiência gratificante para esse período de quarentena, quando estava, de certa forma, emocionalmente desestruturada. Senti que são novas formas trabalho que chegaram para ficar. A seleção ocorreu tranquila, sem mudanças do presencial. Apenas, sem os abraços! Agradeço a oportunidade de conhecer trabalhos de muitos artistas", disse a galerista Makiko Akao, que esteve na seleção dos trabalhos para a mostra Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeitos.

A arte vem como uma resposta ao que se vive, mas ela também traz os seus próprios questionamentos. "A seleção deste ano foi muito peculiar e surpreendente. A primeira surpresa foi o número de inscritos. Por conta da pandemia eu esperava menos trabalhos. Mas o número foi uma média dos últimos prêmios. A segunda surpresa foi a qualidade dos trabalhos e a abrangência nacional dos inscritos. O processo de seleção, graças à tecnologia não foi difícil. Os arquivos dos projetos sempre são enviados por PDF e os aplicativos de comunicação permitiram e facilitaram as diversas reuniões dos curadores e jurados. Foi peculiar a avaliação dos projetos diante da disposição e energia dos envolvidos. A pandemia e o desgoverno estiveram presentes o tempo todo nas discussões, contextualizando as nossas escolhas. Não tinha como ser indiferente", analisou Rosely Nakagawa que este ano é curadora convidada da mostra.

O Diário Contemporâneo reorganizou seu calendário trazendo a realização das mostras e residências para o segundo semestre, nos meses de outubro e novembro, garantindo assim mais cuidado com a saúde de todos.

"O ato de se prosseguir com a realização do prêmio este ano é um ato de resistência e de valorização da arte e dos artistas. O conjunto de trabalhos escolhidos é uma teia que reforça o papel da arte em trazer esperança ao mundo. A presença da Rosely, como primeira curadora convidada, é também mais um elemento importante e positivo. Ela é uma pessoa muito acolhedora que certamente vai conduzir isso muito bem", finalizou o fotógrafo Luiz Braga.

Confira o resultado da seleção:

Premiados e selecionados 2020
  • Anna Ortega (RS) - Prêmio Residência Artística Belém
  • Suely Nascimento (PA) - Prêmio Residência Artística Recife
  • Alline Nakamura (SP)
  • Andreev Veiga (PA)
  • Arthur Seabra (BA)
  • Beto Skeff (CE)
  • Cecília Urioste (PE)
  • Élcio Miazaki (SP)
  • Fernando Jorge (CE)
  • Hans Georg (RJ)
  • Henrique Montagne (PA)
  • Iezu Kaeru (PE)
  • José Diniz (RJ)
  • Karina Motoda (SP)
  • Lara Ovídio (RJ)
  • Melvin Quaresma (PR)
  • Miriam Chiara (MG)
  • Tetsuya Maruyama (RJ)
  • Vanessa Ramos Carvalho (CE)
  • Zé Barretta (SP)

Residência Farol
  • Janaina Miranda Lima Silva (DF)
  • Ícaro Moreno Ramos e Gabriela Sá (MG)
  • Jessica Lemos (BA)
  • Giovanna Picanço Consentini (PA)
  • Marcílio Benedito Caldas Costa (PA)

O Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia é uma realização do jornal Diário do Pará com apoio institucional do Espaço Cultural Casa das Onze Janelas, do Sistema Integrado de Museus, SECULT e do Museu da UFPA; colaboração da Sol Informática e patrocínio da Alubar.

Texto: Debb Cabral

quinta-feira, 18 de junho de 2020

Ensaio: “Sem Identificação”, de Gilberto Perin

junho 18, 2020 | por Resumo Fotográfico


Na série “Sem Identificação”, o fotógrafo gaúcho Gilberto Perin apresenta corpos nus e sem cabeças para discutir as relações de identificação. Perin destaca que não foi utilizado recurso de programa de edição para ocultar as cabeças, “é puramente questão de enquadramento”.
“A nudez é apenas a parcela aparente do que não é revelado sobre nossa identidade e pensamento. Junto aos modelos, foram construídas fotos explorando imagens icônicas da arte visual; e, além disso, surgiram novas propostas de composições durante o ensaio fotográfico.”
Segundo a crítica portuguesa Margarida Neves, “a ausência das cabeças e a falta do olhar como ponto de referência de uma pessoa, é um ponto fulcral causando-nos uma estranheza (...) Um leque de sentimentos e emoções, passando pela tranquilidade, ansiedade, medo ou amizade, podem aliás, ser identificados de uma maneira algo dúbia(...) contribuindo para a profundidade e ambivalência do trabalho de Perin”.











Sobre o fotógrafo

Natural de Guaporé/RS, Gilberto Perin é formado em Comunicação Social pela PUCRS e atua como fotógrafo, roteirista e diretor de cena. Já apresentou exposições individuais em Lisboa, “Sem Identificação;  Genebra, “Fake Photos; “Linha d’Água” e ”Sem Identificação” no Museu de Arte do Rio Grande do Sul; e participou da mostra coletiva “Queer Museum”, em Porto Alegre e Rio de Janeiro. Publicou dois livros, “Camisa Brasileira” e “Fotografias para Imaginar”, e já teve seu trabalho publicado em jornais e revistas brasileiras e estrangeiras.

Para conhecer mais sobre o trabalho de Perin, acesse seu Facebook ou Instagram.

terça-feira, 16 de junho de 2020

Ensaio: “Sonho abandonado”, de Fábio Maciel

junho 16, 2020 | por Resumo Fotográfico

Na série “Sonho abandonado”, o fotógrafo fluminense Fábio Maciel reúne registros de casas que foram abandonadas durante a construção.
“Cresci ouvindo que o sonho de todo brasileiro é a casa própria. Todos os governos, um após outro, lançam seus programas habitacionais - o 'Minha casa, minha vida' da vez. Quando vejo uma casa abandonada me pergunto: Por que? Por que desistiram? O que os levou a jogar fora todo tempo, dinheiro e energia? O que os levou a abandonar seu sonho? Teremos diversas respostas, mas o fato é que ficam de pé esses monumentos à frustração e à derrota. Que são o abandono de um sonho.”





Sobre o fotógrafo

Graduado em Design Gráfico e com Pós-graduação em Fotografia, atua como fotógrafo há cerca de 15 anos, sendo os últimos 10 anos como repórter fotográfico da Força Aérea Brasileira. Participou em exposições coletivas na Pequena Galeria/RJ e no Festival Paraty em Foco/RJ. Menção honrosa no concurso fotográfico Ikei Photo Contest (Espanha).

Para conhecer mais sobre o trabalho de Fábio, acesse seu Twitter ou Instagram.

sexta-feira, 12 de junho de 2020

Portfolio em Casa entrevista Luiz Garrido

junho 12, 2020 | por Resumo Fotográfico

Luiz Garrido e o retrato de Millôr Fernandes | Foto: Felipe Hanower

O entrevistado deste sábado (13), no canal da Escola Portfolio no YouTube, será Luiz Garrido, fotógrafo que há vários anos vem retratando personalidades brasileiras das mais variadas áreas da sociedade, e cujo arquivo tem mais de 950 personagens.

Em 1968, Garrido abandonou a faculdade de economia e foi para Paris, onde iniciou sua carreira como repórter fotográfico na sucursal da revista Manchete. Foi durante esse período que teve a oportunidade de conhecer John Lennon e Yoko Ono, por ocasião de sua estada em Paris na famosa jornada “Bed-in For Peace”. De volta ao Rio de Janeiro, em 1971, dedicou-se a fotografia de moda e publicidade, tendo sido colaborador assíduo de revistas como Vogue (Brasil e França), Interview, Claudia Moda, Moda Brasil, Elle (Brasil, França e Itália), Playboy, Big (EUA), G.Q.(Inglaterra) e Photo (França).

A entrevista será conduzida pelo fotógrafo Nilo Biazzetto Neto, e poderá ser assistida por qualquer pessoa interessada no canal da Escola Portfolio no YouTube. A ideia do programa Portfolio em Casa, segundo Nilo, é disponibilizar conteúdo que seja de interesse a fotógrafos, artistas e profissionais de imagem em geral, por meio de formatos que variem de entrevistas a bate-papos e aulas.

SERVIÇO:

Portfolio em casa com Luiz Garrido
Data: 13 de junho de 2020, sábado, às 20h
Link de acesso: www.youtube.com/channel/UCRgN87r9vS5SDL7rh3wUJYQ

quarta-feira, 10 de junho de 2020

Inscrições abertas para o 8º Salão Nacional de Arte Fotográfica ABCclick

junho 10, 2020 | por Resumo Fotográfico

Noilton Pereira

Estão abertas as inscrições para o 8º Salão Nacional de Arte Fotográfica que Fotoclube ABCclick realiza em parceria com o Festival de Fotografia de Paranapiacaba e sob supervisão da Confederação Brasileira de Fotografia. O período de inscrição vai até 30 de julho de 2020 pelo site do Fotoclube (www.abcclick.com.br).

Na primeira semana de inscrições abertas, mais de uma centena de fotos já foram inscritas para o concurso, cujo tema dessa edição é livre, mas que só são aceitas fotos em Cor (imagens coloridas). Segundo o Presidente do Fotoclube, Marcos Sanchez, as inscrições podem passar de milhares. “No Salão anterior, tivemos mais de 300 participantes com quase 1000 fotografias inscritas. Nesse momento de isolamento social muitos fotógrafos terão tempo e disposição para procurar suas melhores imagens para concorrer nesse evento nacional”, completa Sanchez.

O 1º Secretário do Fotoclube ABCclick, Ailton Tenório, comenta que nesse ano o concurso terá duas categorias: Fotógrafo Afiliado e Fotógrafo Não Afiliado, essa última direcionado aos fotógrafos amadores que estão publicando suas fotos no Instagram. Tenório reforça que “é uma tradição dos fotoclubistas participarem de concursos e salões fotográficos”, salientando o ABCclick organizou ano passado a XXI Bienal de fotografia em São Caetano do Sul – SP, teve mais de 1.300 fotografias de fotógrafos associados de fotoclubes de todas as regiões do Brasil. “Esperamos que isso se repita no 8º Salão, sendo que agora não afiliados podem também participar”, finaliza Ailton Tenório.

O 8º Salão Nacional de Arte Fotográfica ABCclick será organizado como nas edições anteriores, ou seja, com o julgamento para a escolha das melhores fotos por uma votação popular via internet, através de um sistema próprio idealizado pelo ABCclick, desenvolvido pela empresa HTS Informática. Através de um sistema controlado, qualquer internauta pode votar nas melhores fotos, no sistema conhecido por Foto versus Foto.

Já na segunda etapa, o Júri Técnico, será composto pelos presidentes ou representantes dos Fotoclubes do Brasil. “Nessa fase final, as melhores fotos serão reavaliadas por uma ou duas dezenas de pessoas do Brasil, apaixonados por fotografia e que vivem diariamente essa arte, em seus próprios fotoclubes”, esclarece Clelgen Luiz Bonetti, Diretor de Fotografia do ABCclick.

As fotos selecionadas pelo Júri Técnico receberão as Medalhas e Certificados e farão parte de duas exposições, uma virtual, nas redes sociais e uma exposição física, que acontecerá na Vila de Paranapiacaba, no Festival de Fotografia de Paranapiacaba, com aberta prevista novembro ou dezembro deste ano, de acordo com as condições imposta pela pandemia do Covid-19.

SERVIÇO:

8º Salão Nacional de Arte Fotográfica ABCclick
Inscrições: de 1 de junho de 2020 a 30 de julho de 2020
Informações: www.abcclick.com.br