quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Fotógrafo denuncia agressão policial durante manifestação

Fotógrafo foi agredido enquanto estava detido (Reprodução)
Na noite do último sábado (25), a Tropa de Choque da Polícia Militar de São Paulo cercou uma quadra da Rua Augusta, acuando no saguão do hotel Linson, manifestantes que protestavam contra a realização da Copa do Mundo. 

Mesmo já rendido e identificado, o fotógrafo Sebastião Moreira, da agência EFE, foi agredido com "socos e chutes" pela Polícia. Em um vídeo feito pelo fotógrafo Mauro Donato é possível ver o momento em que um policial atinge o repórter - que usava uma máscara de gás - com um golpe no rosto. O fotojornalista denunciou ainda ter ficado preso durante uma hora numa calçada da Rua Augusta, "impedido de trabalhar por ser considerado um manifestante".

A associação de Correspondentes Estrangeiros do Brasil (ACE) emitiu nesta quata-feira (29), uma nota de repúdio à reação policial durante as manifestações.

"A ACE convoca as autoridades a proteger e não a pôr em perigo a vida dos trabalhadores de imprensa e a respeitar os direitos humanos e o uso da lei», afirma a nota, que sublinha a grande quantidade de jornalistas estrangeiros que estarão no país para a cobertura do Mundial de futebol deste ano."

No último sábado, as principais capitais brasileiras registraram protestos contra o Mundial de Futebol, a maior parte deles pacíficos. Em São Paulo, no entanto, os protestos terminaram com o incêndio de um carro e agências bancárias vandalizadas, além de mais de 100 manifestantes detidos e um ferido em estado grave.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil