sexta-feira, 3 de maio de 2013

Projeto visa ensinar fotografia para índios


O fotógrafo piauiense José Medeiros passou 20 anos trabalhando com diversas etnias indígenas. Em Julho deste ano, em parceria com a Prefeitura Municipal de Feliz Natal, MT, ele deve viabilizar o projeto "Olhar Indígena", que consiste na realização de um curso profissionalizante de fotografia para os índios ikpeng.

“Meu desejo é capacitar os índios ikpeng para que em dois anos de aprendizado tornem-se profissionais da fotografia. Pretendo iniciar as aulas mensais em julho, com previsão de término para 2015.” - conta Medeiros.

O fotógrafo passou 10 anos junto a essa tribo, da região do Xingu. Durante esse período, ele ganhou tanta confiança dos índios, que teve permissão para registrar pela o ritual de iniciação moygu. O único a realizar esse feito até então.

O projeto deve se estender por cerca de 10 anos incluindo as demais etnias que pertencem a Feliz Natal. Segundo Medeiros, será necessário desenvolver ações que despertem a cultura do apoio como a campanha “adote um índio”, que oportunizará a aquisição de kits que devem conter uma câmera semi-profissional, cartões, bateria e flash. A Prefeitura de Feliz Natal se comprometeu com a doação de um kit, além de subsidiar logisticamente a empreitada. Deve contribuir ainda com combustível, carro, barco e avião. São oito horas da cidade até a aldeia, declarou o fotógrafo.

Além do ensino da prática fotográfica, o projeto consiste em promover também exposições e prevê ainda que os próprios índios administrem o projeto, recebendo por seus serviços.

Saiba mais sobre José Medeiros no site do Instituto Moreira Sales.

Fonte: AMM e Diário de Cuiabá

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

2 comentários:

  1. E o que seria o "Olhar Brasileiro", do Latitude7?

    http://www.latitude7.com.br/joomla/index.php?option=com_content&view=article&id=302&Itemid=755&lang=en

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não entendi a pergunta. Está querendo fazer uma comparação? O Olhar Brasileiro trabalha oferecendo oficinas de capacitação para o que eles chamam de "comunidades tradicionais de todo país". Isto significa que é mais amplo e atinge, em alguns casos, comunidades indígenas, assim como também outros tipos de comunidades.

      É diferente do projeto descrito acima, que tem alvos específicos e um projeto mais aprofundado, visando a longo prazo, a profissionalização indígena na área da fotografia.

      Excluir

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil