segunda-feira, 8 de setembro de 2014

Exposição em Belém apresenta rotas e marcas do nazismo

Fotos de Michel Pinho contam as histórias de dor dos campos de concentração 


Uma militância pessoal, de fazer com que a memória não seja esquecida, caracteriza o fotógrafo e historiador Michel Pinho. Agora, mais uma vez, ele vem, através de suas imagens trazer à tona um questionamento. A exposição individual “O patrimônio da dor” possui fotografias que navegam entre a estética do lugar e o registro desse patrimônio deixado pelos nazistas. A curadoria é de Ernani Chaves. A abertura da mostra será dia 09 de setembro de 2014, às 19h30min, na Galeria Theodoro Braga, no Centur. A entrada é franca.

Um recorte dessa série foi exibido na mostra convidada do 5º Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia. Expondo sozinho, Michel quer falar de processos transnacionais, questionar como a construção visual do nazismo nos ajuda a compreender a dor que emana dos prédios, caminhos, banheiros e arames, muitos arames que lá e cá estão.

Viajante, o fotógrafo chegou a Auschwitz, um dos maiores palcos de tortura, humilhações e morte em escala mundial. O tema do nazismo já foi abordado de diversas maneiras e em diferentes mídias, mas, parado diante da história, Michel decidiu fazer a sua própria narrativa.

Nas palavras de Ernani Chaves, “como, de algum modo, dizer alguma coisa, expressar por meio de imagens o que parece ultrapassar qualquer imagem, qualquer forma de representação? Michel optou pela sobriedade. Por esse equilíbrio difícil entre o desejo de falar até que as palavras caiam num vazio sem volta e o silêncio impotente, como se nada mais pudesse ser feito, pudesse ser dito.”

O respeito está presente nos muitos momentos de silencio nas imagens, pequenas homenagens àqueles que sucumbiram ao mal e a barbárie nazista.

A exposição seguirá com visitação aberta ao público até o dia 30 de setembro, a programação terá, ainda, uma visita monitorada com o fotógrafo que será marcada para o final da mostra.

SERVIÇO

Exposição “O patrimônio da dor”
Abertura: 09 de setembro de 2014
Horário: 19h30
Visitação: até 30 de setembro de 2014
Local: Galeria Theodoro Braga, no CENTUR – Av. Gentil Bittencourt, 650
Entrada Franca

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil