segunda-feira, 22 de setembro de 2014

Saiba como foi o VII Gnugraf

O Gnugraf é um evento anual de Software Livre orientado às produções gráficas, incluindo fotografia. A edição deste ano, realizada no Caminho Niemeyer, às margens da Baia da Guanabara (próximo à Estação das Barcas da Praça Arariboia) superou bastante as anteriores. A Prefeitura de Niterói foi co-realizadora do evento deste ano, tendo vários apoiadores como de costume, e a organização foi do Cadunico e da Cléo, os criadores do evento.

Plateia atenta na abertura.

Foram dois dias de palestras, com 9 oficinas concorridas, especialmente as de Blender. Os assuntos variaram de arquitetura, animação de personagens em 3D (o palestrante tinha uma versão dele mesmo em animação 3D), design, ilustração, desenho vetorial, desenvolvimento de scripts, jogos, desenvolvimento de software (um dos desenvolvedores do GIMP, daquele que coloca as mãos no código, fez a palestra mostrado as novidades, o que levou à loucura os ilustradores presentes) etc, e fotografia, que foi representada pelo autor que vos fala, e por Aurélio Adnauer Heckert que deu a oficina de edição de fotografias com o GIMP. HDR foi mencionado em muitos momentos, mesmo não tendo nenhuma oficina ou palestra específica sobre o assunto (quem sabe, no ano que vem tenha).

As oficinas foram em um espaço comum, assim as mais cheias poderiam usar também os computadores das mais vazias.

Um dos muitos assuntos abordados foi o preconceito contra ilustradores que não usam Apple Mac por parte dos clientes, mas o novato em Software Livre ali presente (quase 2 anos de uso), o Elias Silveira, ganhou 2 prêmios com a sua primeira capa de revista feita toda com o GIMP. Isto lembra preconceitos contra fotógrafos segundo o equipamento que usam, e mitos que certos equipamentos não são bons, e que para fazer um trabalho sempre tem que ser um certo equipamento etc.

Os ilustradores indo à loucura, e reverenciando ao final da palestra Coisas Escondidas do GIMP, feita por João S. O. Bueno, um dos desenvolvedores do GIMP.

No final de cada dia teve uma divertida brincadeira de perguntas e respostas. Os palestrantes e os oficineiros faziam as perguntas, e as pessoas da plateia respondiam. Quem acertasse recebia um brinde, quem errasse recebia o anti-brinde, que iria para o próximo que errasse uma resposta, no final ficando com o último que errasse uma pergunta.

O palestrante Sidney Moraes Jr e a sua versão animada na palestra Rigging otimizado para personagens lowpoly.

Foi um evento de um nível bem alto, com pessoas altamente qualificadas e cheias de vontade de ensinar, muito leve e divertido, e tudo de graça, bem ao espírito do Software Livre.

Não percam a edição do próximo ano, pois deve ser melhor ainda.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

1 comentários:

  1. Nós da organização é que agradecemos imensamente o post tão carinhoso.

    ResponderExcluir

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil