quinta-feira, 15 de junho de 2017

Bokeh e flares: Um tutorial de natureza morta

Veja abaixo o tutorial que a criativa fotógrafa russa Dina Belenko publicou no site 500px:

Existem três razões para tentar uma natureza morta como esta. Primeiramente o movimento na cena é sempre atrativo, especialmente nos líquidos. Em segundo lugar, lindos flares poligonais no bokeh parecem quase mágicos de tão hipnotizantes. Em terceiro lugar, é uma boa oportunidade para expressar seu amor e nostalgia pelo mar. Consiga algumas pedras, um pouco de areia e uma garrafa com uma mensagem, um pequeno farol de madeira ou uma concha grande e crie sua própria história sobre navegações obscuras, tempestades e aventura.



1. Equipamento e acessórios

Antes de tudo, precisamos de uma fonte de luz adequada para fotografar respingos. Neste caso, utilizei dois flashes: um em um strip box e outro com um difusor.

Você pode fotografar com luz natural, se preferir, mas deste modo as gotas de água podem ficar um pouco borradadas e não serão transformadas no bokeh com flare poligonal. Se você tem uma lente macro, pode usá-la por permitirá que você fotografe de uma distância maior, mantendo a câmera protegida dos respingos.

Precisaremos então de um borrifador. É interessante escolher um que produza gotas maiores. Se o borrifador fizer uma espécie de névoa, pode-se substituí-lo por uma garrafa de plástico com pequenos orifícios na parte inferior e utilizá-la para espalhar as gotas.

Escolha alguns itens que você deseja usar para criar uma natureza morta. Pode ser algo de pirata, ou praticamente qualquer coisa que fique bem com a água – por exemplo, frutas, flores, folhas ou até garrafas de limonada. Além disso, um tripé será muito útil.

2. Composição

Seja simples. Acho útil desenhar um esboço primeiro. Isto ajuda a organizar todos os adereços principais e adicionar detalhes.



Não se esqueça de manter algum espaço livre no quadro para o bokeh e as gotas de água.




Se o seu fundo for escuro, as gotas de água ficarão mais visíveis.

3. Iluminação

A chave para um lindo bokeh com flares e destaques é a luz de fundo. No meu caso, é um flash dentro de uma strip box, colocado do lado direito e um pouco atrás da cena. Se fosse possível eu penduraria esta luz logo atrás do fundo para iluminar as garrafas,  mas não propriamente o fundo. Esta é a luz chave.

Se você trabalhar com luz natural, posicione sua câmera bem em frente à janela, como se fosse fotografar uma xícara de chá fumegante. Não coloque nenhum pano de  fundo vertical pois isso bloqueará a luz.

A luz de preenchimento, que suspende as sombras e cria volume está definida no lado direito da cena. No meu caso é um flash atrás de um grande difusor. Você pode substituí-lo por um grande refletor, caso queira.

Além disso, tem um tapador entre a luz chave e o  fundo (pode ser uma folha estreita de papelão), para reduzir a luz de fundo, tornando a cena mais escura.



Você pode observar como coloco minhas luzes passo a passo: esquerda: apenas luz-chave; Centro: luz chave + luz de preenchimento; Direita: luz chave + luz de preenchimento + tapador.

Observe que ambos os flashes estão ajustados em baixa potência, pois cria um rápido pulso  de luz, que congela o movimento do líquido.



4. Fotografando

Coloque a câmera em modo de disparo contínuo para fazer fotos em série. Mantenha uma grande abertura na lente (no meu caso foi f / 2.8) para ter pouca profundidade de campo. Isso garantirá que a maior parte das gotas aparecerá como um belo flare poligonal. Agora está tudo pronto para fotografar.




Pulverize um pouco de água em uma direção que não a deixe em foco e tire uma sequência de fotos.



5. Edição

Agora você pode escolher sua melhor foto e utilizá-la como está. Ou, você também pode escolher uma série de fotos com as gotas mais bonitas e combiná-las.



Eu combinei quatro fotos, colocando cada uma delas em uma camada separada no Photoshop utilizando máscaras.



Coloque algum brilho à imagem ajustando as cores e o contraste.



Voilá! Aqui você pode observar todo o processo do início ao fim.

Sua natureza morta submarina está pronta! Espero que o processo tenha sido divertido. Para ver outros tutoriais como este,  bastidores de fotos e meus trabalhos mais recentes, siga minha página no Instagram.

Mantenha-se inspirado e boa sorte!

Dina Belenko é mestre da fotografia criativa de natureza morta, embaixadora de 500px e uma fotógrafa bem sucedida do mercado.

Fonte: 500px

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2017 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil