terça-feira, 27 de junho de 2017

Retratos de um protesto: As mulheres de Standing Rock

Alessandra Sanguinetti fotografou as mulheres de diversas tribos que se juntaram em protesto contra o Dakota Access Pipeline, nos Estados Unidos


No final de 2016, manifestantes se opuseram à construção do Dakota Access Pipeline - um projeto de US$ 3,8 bilhões, que transportaria 570 mil barris de petróleo por dia em quatro estados, através de terras sagradas para a tribo Sioux de Standing Rock e por baixo do rio Missouri, que fornece água potável para 17 milhões de americanos.

Em uma reunião sem precedentes de muitos grupos diferentes, tribos de todos os Estados Unidos chegaram ao local para protestar contra a construção do oleoduto. Seus atos de resistência incluíam oração e ocupavam a terra. Alessandra Sanguinetti, fotógrafa da agência Magnum, registrou as mulheres protestantes dos grupos indígenas, que tradicionalmente são matriarcais, e se referem à Terra em termos femininos - "Grande Mãe Terra".

Em dezembro de 2016, após meses de protesto, o governo dos Estados Unidos anunciou inicialmente que interromperia a construção do canal de acesso da Dakota do Norte devido a preocupações ambientais. Dois meses depois, sob ordens do recém-empossado presidente Trump, o Corpo de engenheiros do Exército anunciou que fechariam os campos de oração.








  



  


Fonte: Magnum Photos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2017 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil