segunda-feira, 3 de junho de 2013

Colecionadores de câmeras

Foto: Reprodução/PetaPixel
Qualquer pessoa, em algum momento da vida já teve a coleção de alguma coisa, por mais simples que fosse. Na fotografia, esse hábito não é muito diferente. O próprio ato de fotografar, pode ser considerado uma coleção de momentos, onde cada autor escolhe o que lhe é mais relevante. Mas além da paixão pela fotografia em sí, os fotógrafos, em sua maioria, são também apaixonados por equipamentos, sejam eles novos ou antigos.

É muito comum alguns fotógrafos colecionarem câmeras por diferentes razões, seja por questões de utilidade, onde cada equipamento apresenta uma função diferente, valores pessoais como presentes ou heranças ou valores históricos de objetos antigos.

Um desses aficionados, é o artista plástico mineiro Luiz Henrique Vieira, que possui uma coleção de câmeras com mais de 20 modelos:

"Há muito tempo, eu li em algum lugar, que o ato de colecionar seria uma maneira de driblar a morte. Não sei se concordo com esta lógica, mas, de qualquer forma, nunca me esqueci disso. Quem fez esta colocação, estaria se referindo a morte dos objetos colecionados ou à iminência da morte do colecionador?"

Segundo ele, os colecionadores normalmente são cuidadosos com suas ‘conquistas’ e, dessa forma, retardam o processo de decadência de tais objetos. "Pessoalmente, pertenço à classe dos cuidadosos. Sinto um prazer enorme quando, após adquirir um novo objeto antigo, me disponho a limpá-lo, poli-lo, encerá-lo, reparar pequenos estragos, etc. Assim, também, ocorre com as câmeras, objetivas, filtros e até estojos e maletas de couro concebidos para proteger lentes e câmeras. Quando está ao meu alcance, gosto eu mesmo de limpá-los, engraxá-los e expô-los ao sol. O que não sei fazer – como eliminar fungos do interior de objetivas – delego a profissionais de minha confiança", completa.

Os praticantes da Lomografia acabam tornando-se também colecionadores pela facilidade de adquirir uma dessas câmeras, que possuem preços muito baixos.

O colecionador belga Romuald Swieconek que também é adepto da Lomografia (apesar de odiar a lomography.com) e compra suas câmeras no mercado das pulgas, possui uma coleção que ultrapassa as 500 câmeras - que pode ser vista em detalhes no seu blog.

A Polaroid, com suas câmeras temáticas, não fica atrás e alguns levam suas coleções aos 4 dígitos, como o entusiasta de Hong Kong TM Wong, que tem mais de 1000 câmeras instantâneas em sua coleção - possivelmente a maior coleção do mundo. Câmeras suficientes para usar uma diferente a cada dia por quase três anos!

TM Wong tem mais de 1000 câmeras instantâneas em sua coleção. (Reprodução/PetaPixel)

Em Fevereiro deste ano, uma coleção de mais de mil câmeras foi vendida através do eBay por 34.999 dólares (cerca de 68.600 Reais, considerando a cotação da época). O comprador teve que pagar ainda 3 mil dólares de frete.

Coleção com mais de 1000 câmeras vendida no eBay. (Reprodução/PetaPixel)

Além de vários aspectos sociais e emocionais que levam as pessoas a colecionarem as câmeras é muito legal observar também algumas histórias curiosas que as rodeiam. Mais recentemente, o fotógrafo e colecionador Chris A.Hughes, ao comprar um exemplar de uma câmera antiga, encontrou em seu estojo, fotos da Segunda Guerra.

Eu mesmo tenho uma coleção de câmeras, porém, muito mais humilde (apenas 6) que representam um pouco da minha relação pessoal com a fotografia. Quero dizer, além das duas DSLR que uso profissionalmente e da minha primeira SLR de filme que foram compradas, as demais foram herdadas.

E você, também tem uma coleção de câmeras? Mande uma foto dela.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

2 comentários:

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil