quinta-feira, 16 de abril de 2015

6º Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia realiza mostra

Exposição reúne obras dos artistas selecionados, premiados e participações especiais dessa edição. 

'That crazy feeling in America' de Marco A.F.

Por: Debb Cabral 

O público poderá finalmente conhecer as obras escolhidas para essa 6ª edição do Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia. A mostra “Tempo Movimento” inaugura na quarta-feira, 22 de abril, às 19h, no Espaço Cultural Casa das 11 Janelas. Com entrada franca, a visitação seguirá até o dia 28 de junho.

Serão exibidos 30 trabalhos no total, incluindo os três premiados e as três participações especiais. A comissão de seleção desse ano foi formada pela fotógrafa e pesquisadora no campo da imagem, Lívia Aquino; a curadora, crítica e pesquisadora em artes, Marisa Mokarzel e a artista e pesquisadora em artes, Val Sampaio. Juntas, elas viram 400 inscritos, e conseguiram construir um recorte com obras que estabelecem dinâmicas de mobilidade da imagem. Propostas em fotografia, vídeo, instalações, projeções e trabalhos que misturam suportes também serão vistos na mostra.

O Prêmio Tempo Movimento é destinado a todos os artistas selecionados que apresentem trabalhos de abordagem documental, voltados ao cotidiano – região, paisagem ou comunidade – ou originados de um projeto específico de documentação. O trabalho “That Crazy Feeling In America”, uma instalação composta de doze fotos e um vídeo, do gaúcho Marco A. F. dá conta disso.

A série apresenta paisagens e situações comuns ao imaginário dos E.U.A. Imagens e textos foram extraídos de filmes hollywoodianos realizados por cineastas de diferentes nacionalidades. Assim sendo, a obra problematiza as possibilidades de reconfiguração do movimento fílmico em imagens e textos que, deslocados de seu contexto original, adquirem temporalidades e significações distintas. A partir de uma roadtrip fictícia, desencadeia-se uma leitura particular sobre a representação do imaginário norte-americano na cultura popular.

Já o Prêmio Diário Contemporâneo é destinado a todos os artistas selecionados cujo trabalho fotográfico apresente relações com outras linguagens e suportes como instalação, vídeo, objeto, performance, ou ainda proponha novas sintaxes na representação fotográfica. Nada melhor para isso do que a obra “Loess”, da paraense Marise Maués, que se constitui de uma performance, produzida em 2015 na Ilha ribeirinha de Maracapucu Miri, município de Abaetetuba, de onde ela é egressa, na qual a artista se propôs a ficar por sete horas ininterruptas no leito de um igarapé.

Marise pretende representar o homem contemporâneo como um ser Loess - instável, temporário e passível de ser retomado. Assim, adentrar em um igarapé em um ato performático, passível a ação de agentes naturais possibilitou a materialização imagética de ter o corpo da artista tecido em camadas que se sobrepunham com o passar das horas, utilizando como cenário o lugar que a viu nascer, crescer e com quem até hoje ela tem laços estreitos de convivência, portanto um lugar de afeto.

Por último, o Prêmio Diário do Pará que é destinado somente a fotógrafos paraenses e/ou residentes atuantes no Pará por pelo menos três anos. Este prêmio abrange todas as poéticas e propostas conceituais. Ideal para a instalação “Horizonte Reverso”, do paraense Dirceu Maués. O artista desde 2003 desenvolve trabalho autoral nas áreas da fotografia, cinema e vídeo, os quais têm como base pesquisas com a construção de câmeras artesanais e utilização de aparelhos precários.

O trabalho premiado consiste de uma pequena parede construída a partir do empilhamento câmeras escuras que apontam para o mesmo lugar: uma pequena cadeira iluminada. A imagem da cadeira, e tudo a sua volta, é projetada sobre o papel vegetal contido no interior das caixas, revelando um mundo de ponta cabeça. Aqui a experiência da imagem perfaz um caminho de volta, em direção à imaterialidade, ao desejo que precedia a imagem fotográfica como a conhecemos – ou a conhecíamos alguns anos atrás. Invertida paisagem. Um mundo dentro de uma caixa: o mundo de ponta cabeça.

Além dos premiados, estarão presentes na exposição, as obras dos artistas selecionados nessa 6ª edição, são eles: Andrea D’Amato (SP), Carolina Krieger (SP), Daniela de Moraes (SP), Edu Monteiro (RJ), Elaine Pessoa (SP), Felipe Ferreira (RJ), Pio Figueiroa (SP), Gui Mohallem (SP), Guy Veloso (PA), Isis Gasparini (SP), José Diniz (RJ), Solon Ribeiro (CE), Júlia Milward (RJ), Karina Zen (SC), Lara Ovídio (RN), Marcelo Costa (SP), Marcílio Costa (PA), Pedro Cunha (PA), Pedro Veneroso (MG), Sergio Carvalho de Santana (CE), Tiago Coelho - Régis Duarte (RS), Tom Lisboa (PR), Tuca Vieira (SP) e Victor Saverio (RJ). Ramon Reis, Véronique Isabelle e Rafael Bandeira são as três participações especiais que também integram a mostra.

Criado em 2010, o Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia é um projeto nacional que incentiva a cultura, a arte e a linguagem fotográfica em toda a sua diversidade.

SERVIÇO:

Exposição do 6º Prêmio Diário Contemporâneo de Fotografia
Abertura: 22 de abril de 2015, às 19h.
Visitação: até 28 de junho de 2015.
Local: Espaço Cultural Casa das Onze Janelas (Praça Frei Caetano Brandão s/n - Cidade Velha).
Informações: (91) 3355-0002; 98367-2468 e www.diariocontemporaneo.com.br.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil