quarta-feira, 22 de julho de 2015

Exposição “Amazônia Ocupada” de João Paulo Farkas


A Amazônia não é rica apenas em biodiversidade, mas também em histórias e conflitos que marcam o imaginário e o noticiário brasileiro. Entre 1984 e 1993, as lentes do fotógrafo João Paulo Farkas registram a região em nove viagens cujo resultado foram 12 mil fotos. 75 delas compõem a exposição “Amazônia Ocupada”, no Sesc Bom Retiro, em cartaz a partir de 24 de julho.

A maioria das imagens da exposição nunca foram expostas antes, outras foram publicadas em veículos específicos na época em que foram feitas. Segundo o curador Paulo Herkenhoff, elas transcendem o jornalismo e passam a ser históricas.

As incursões que deram origem à “Amazônia Ocupada” começaram graças a um convite de alguns garimpeiros de ouro e cassiterita, que queriam mostrar um pouco da realidade vivida por eles. Os trabalhadores abriram os garimpos fechados para serem fotografados e facilitaram o acesso logístico, sem o qual é quase impossível trabalhar na região. Ao observar a realidade local, a pesquisa continuou e várias frentes de ocupação foram visitadas.

Além das imagens, a exposição tem ainda um vídeo com depoimentos dos fotógrafos Pedro Martinelli, Claudia Andajur, Edu Simões, e do próprio João Paulo Farkas. Todos eles registraram a Amazônia e suas fotografias estão conectadas por influência estética ou relações pessoais. Nele, os profissionais comparam suas as técnicas e linguagem e criam um diálogo entre os trabalhos. O jornalista Ricardo Lessa – que acompanhou Farkas na maior parte das viagens e é um grande conhecedor da Amazônia – e a antropóloga e historiadora Lilia Schwarcz – cujo trabalho é muito ligado ao registro fotográfico – também contribuem com depoimentos.

As fotos que fazem parte da mostra “Amazônia Ocupada” são uma das vertentes mais importantes do trabalho de João Paulo Farkas, tanto pelo tempo consumido, quanto pelo volume de imagens, além do próprio assunto. “Me sinto muito bem de poder finalmente tirar estas fotografias da gaveta e expô-las ao público. Devo isto àqueles que me receberam e me ajudaram a fazer estas imagens e compartilharam comigo suas vidas e suas histórias. Mostrar isto me permite ir em frente, fazer novos projetos, como o do Pantanal”, afirma João Paulo, que a partir do segundo semestre de 2015 terá dezesseis de suas fotografias integradas ao acervo do Maison Européenne de la Photographie.

Segundo o fotógrafo, as expedições à Amazônia lhe ensinaram que a realidade é muito mais complexa e frágil do que se imagina. “Aprendi que a aventura humana é sempre rica em histórias e é preciso dar voz para aqueles que fazem a história todos os dias e não apenas aos grandes fatos e grandes personagens. O brasileiro anônimo nos confins da Amazônia tem muito a nos contar sobre os destinos da região”, explica.

SERVIÇO

Exposição "Amazônia Ocupada"
Abertura: 24 de julho às 20h
Período de exibição: 24 de julho a 1 de novembro
Horários: ter. a sex. das 9h30 às 20h30, sábados, das 10h às 18h30 e domingos, das 10h às 17h30
Local: Sesc Bom Retiro - Alameda Nothmann, 185, Campos Elíseos
Informações: (11) 3332-3663

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2016 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil