terça-feira, 23 de julho de 2019

Fotógrafa registra as memórias e saberes das “Matriarcas”


A documentarista visual Fabiana Ribeiro mergulhou em territórios ricos e férteis para mapear o retrato das memórias, saberes, fazeres e a herança cultural da potência feminina. Em fotografias, livro e audiovisual, o público poderá conferir o resultado do projeto “Matriarcas”, contemplado pelo Edital do Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura do Estado de São Paulo.

O registro da iniciativa estará em exposições fotográficas itinerantes pela cidade de Campinas, interior de São Paulo, em três espaços públicos: Estação Cultura, Casa de Cultura Tainã e Casa de Cultura Itajaí. A abertura aconteceu na Estação Cultura no dia 5 de julho.

A mostra reúne vários elementos simbólicos do universo feminino e a da cultura popular. As fotos, nas dimensões 2,50 metros x 1,50 metro, são impressas em tecido que passou por um trabalho artesanal de bordado, realizado por Martha Alves, ex-integrante do Urucungos. As fotos são acompanhadas de textos que narram um recorte da trajetória dessas mulheres.

“Retratar essa força feminina em suas memórias, em seus saberes e documentar a herança do seu legado em um material riquíssimo foi o que o projeto Matriarcas fez durante os cinco meses iniciais”, conta Fabiana Ribeiro.




Entre conversas e saberes

Durante o decorrer do projeto, iniciado no final de 2018, a autora conversou com mulheres, comunidades e grupos, resultando em retratos de 22 mulheres, cerca de 600 imagens das atividades e mais de 20 horas de gravações.

“O projeto reconhece a importância de trazer para a narrativa o ponto de vista de um dos segmentos mais invisíveis, anônimos e discriminados da sociedade brasileira: as mulheres. E dentro do segmento, dar a devida visibilidade às mulheres negras”, destaca a autora, lembrando, ainda, das homenagens à Vó Geralda, mãe de TC Silva, da Casa de Cultura Tainã, que faleceu em 2018, aos 101 anos; e também à Mãe Izabel, irmã de Mãe Eleonara e Mãe Eliana, falecida em 2018, uma mulher com um trabalho reconhecido dentro da economia criativa".

Durante a abertura da segunda itinerância da exposição, na Casa de Cultura Tainã, haverá o lançamento do livro “Matriarcas”, que contém fotos e uma breve biografia de cada uma das mulheres retratadas. A publicação será destinada a espaços culturais públicos, como bibliotecas, casas de cultura e Centros de Artes e Esportes Unificados.

“Cada matriarca foi fotografada em seu ambiente e, por mais que montássemos um estúdio com condições de luzes semelhantes em todos os retratos, a energia de cada uma delas em harmonia com o ambiente que pertencem, trouxeram luzes e cores diferentes umas das outras. Essas características individuais, que formam um conjunto de mulheres fortes e lindas, são a fonte de inspiração e de resistência de uma potente cultura ancestral”, reflete a fotógrafa.




SERVIÇO

Projeto “Matriarcas - Retratos das Mulheres nas Culturas Populares e Tradicionais Paulista”

Estação Cultura
Abertura: 5 de julho de 2019, às 19h
Período: de 5 de julho a 4 de agosto de 2019
Visitação: segunda a domingo, de 9h às 21h
Endereço: Praça Marechal Floriano, s/n, Centro, Campinas/SP

Casa de Cultura Tainã
Abertura: 10 de agosto às 20h (lançamento do livro)
Período: de 10 de agosto a 8 de setembro de 2019
Endereço: Rua Benjamin Moloisi, 669 - Conj. Hab. Parque Itajai, Campinas/SP

Casa de Cultura Itajaí
Abertura: 12 de setembro de 2019, às 19h (exibição do curta-metragem)
Período: de 12 de setembro a 13 de outubro de 2019
Endereço: Rua Inhambu, 645 - Vila Padre Manoel de Nóbrega, Campinas/SP

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
COMUNICAR ERRO

0 comentários:

Postar um comentário

 
Copyright © 2010-2019 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil