quarta-feira, 22 de maio de 2019

Dicas úteis para fotografar no sol de meio-dia


Todos nós sabemos sobre a hora de ouro e como ela pode oferecer uma luz quente, suave e lisonjeira para suas fotos, mas se você estiver trabalhando apenas com luz natural, restringir-se apenas a horas douradas pode dificultar bastante a execução das sessões. Neste vídeo, o fotógrafo Michael Sasser apresenta algumas dicas para fotografar ao sol do meio-dia. Assista:



O problema com o sol do meio-dia é que ele tende a ser uma luz muito forte diretamente acima da superfície, criando inúmeras sombras desfavoráveis ​​e um forte contraste. Porém, isso não significa que você nunca deva fotografar nessas condições, pois oferece uma aparência própria, e você também pode contornar a situação e criar uma luz mais suave. Muitas vezes, isso significa fazer algo tão simples quanto encontrar um lugar que ofereça um pouco de sombra. E, claro, mesmo que o vídeo mostre o uso de entradas de carros e afins, como você está procurando locais para filmar, respeite a propriedade privada. Isso é apenas uma maneira de contornar o problema, no entanto. Confira o vídeo acima para o resumo completo.

Fotógrafa viajou no tempo para tirar selfies com celebridades

A fotógrafa húngara Flora Borsi utilizou o Photoshop para viajar no tempo e tirar uma série de selfies com celebridades que já não estão entre nós. Nas imagens ela aparece tietando personalidades como Einstein, Gandhi, John Lennon, Marilyn Moonroe, e muitos outros.

Em seu site, Flora conta que foi inspirada pela divulgação da primeira foto de um buraco negro e ficou imaginando como seria se pudesse viajar mais rápido que a velocidade da luz e pudesse viajar de volta no tempo. Veja o resultado:

Para conhecer mais sobre o trabalho de Flora, acesse seu site, Facebook ou Instagram.

terça-feira, 21 de maio de 2019

Coletivo utiliza a fotografia para discutir o estigma feminino

O projeto “Intrínseco”, de autoria do Coletivo Porã, tem como finalidade ser uma forma de protesto, utilizando a arte fotográfica para discutir o estigma feminino. As imagens, que unem fotografia e bordado, têm como base pautas da luta feminista, como o direito ao próprio corpo, libertação dos padrões de beleza, orientação sexual, identidade de gênero, maternidade e violência sexual.

“A fotografia vem como proposta de reivindicar ao corpo e ao feminino, como uma natureza intrínseca e pura, liberta de estereótipos, trazendo a mulher como indivíduo livre de imposições, contrastando com intervenções realizadas através de ilustrações bordadas, que simbolizam determinações feitas pela sociedade.”

Fonte: Convocatória Portfólio em Foco 2019

Postagens por categoria


 
Copyright © 2010-2019 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil