quinta-feira, 24 de julho de 2014

Fotos Históricas: A descoberta de Machu Picchu



No dia 24 de julho de 1911, o explorador norte-americano Hiram Bingham III, encontrava no Peru, uma velha cidade inca, perdida nas alturas da Cordilheira dos Andes.

Construída no século XIV, ao redor de dois picos Machu Picchu (Pico Velho, em quéchua), a 3140 metros de altitude, e o Huayana Picchu (Pico Novo), a 2700 metros, a cidade foi abandonada com a chegada dos conquistadores espanhóis em meados do século XVI.

Até então considerada um segredo conhecido apenas pelos camponeses que viviam naquela zona, a cidade passou a atrair turistas que viajavam aos milhares ao Peru a fim de seguir a trilha percorrida por Bingham. Atualmente, mais de 300 mil pessoas percorrem Machu Picchu a cada ano.

Vem aí o FotoRio 2014



A partir do dia 30 de julho, dá-se início na capital fluminense, a sétima edição do festival FotoRio. Com o patrocínio da Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro, através da Secretaria Municipal de Cultural será promovidas até 5 de setembro, exposições, projeções, palestras, debates e oficinas em museus, centros culturais e espaços alternativos.

PROGRAMAÇÃO

¢Dia 30 de julho, às 18h, o FotoRio 2014 inaugura no Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto, as exposições Atman, de João Penoni e Suave, da renomada artista visual Luiza Baldan. Visitação até 31 de agosto.

No mesmo dia e local, teremos uma intervenção no Muro do Espaço Cultural Municipal Sérgio Porto com Colagem Fotográfica e Lambe-Lambe do grupo Coletivo Gráfico. Visitação até 15 de agosto. O Espaço Cultural Municipal Sergio Porto fica na Rua Humaitá, 163 – Humaitá (21 2535 3846).

¢Dia 2 de agosto, das 14h às 18h, abre no Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica as exposições de Bárbara Wagner, do Arquivo Orizon Carneiro Muniz, concebida por Peter Lucas (EUA), de Rogério Reis, de Maria Oliveira (Portugal) e, pela primeira vez no Brasil, do premiado fotógrafo belga Wim De Schamphelaere. Visitação de 4 a 30 de agosto. O Centro Municipal Hélio Oiticica fica na Rua Luís de Camões, 68, Centro (Tel.: 2232-4213)

¢Dias 4, 11, 18 e 19 de agosto, das 17h às 19h, no mesmo local serão realizadas as mesas-redondas Fotografia e Arte Contemporânea na Era Digital e O Autor Diante da Autoria – Novas Configurações, Novos Caminhoscom as participações de importantes pesquisadores e fotógrafos brasileiros. Organização e mediação de Pedro Vasquez. O Centro Municipal Hélio Oiticica fica na Rua Luís de Camões, 68, Centro (Tel.: 2232-4213)

¢Dia 5 de agosto, às 16h, no Centro Cultural Municipal Laurinda Santos Lobo, será a vez da exposição de Antônio Scorza - Fotojornalista com curadoria de Milton Guran. Nesta exposição, que reúne imagens impressas nos jornais ao redor do mundo, Scorza compartilha seu olhar sobre experiências diversas como ser sequestrado no Iraque e protegido por guerrilheiros durante um ataque a um comboio de combustíveis, ser pintado pelos índios em um Kuarup, testemunhar vitórias dos atletas, retratar grandes personalidades e anônimos. Visitação a partir de 6 de agosto até 5 de setembro. O Centro Cultural Laurinda Santos Lobo fica na Rua Monte Alegre, 306 – Santa Teresa (21 2224 3331). 

¢Dia 6 de agosto, das 10 às 17h, na Lona Cultural Municipal Sandra de Sá, teremos a apresentação de Come Quieto, exposição itinerante do Coletivo Escambal, que imprime em tecido e pendura em um varal as mais diferentes interpretações inspiradas na expressão popular. Participações de: Alexandre Mota, Alfredo Alves, Ana Elisa, Ana Rodrigues, Andréa Nestrea, Anna Kahn, Bruno Magalhães, Cibele Vieira, Daniel Chiacos, Giselle Rocha, Hans Georg, João Marcos Rosa, Letícia Vitral, Leo Drumond, Lucas de Melo, Pedro Gontijo, Raul Krebs, Rodrigo Lima. Curadoria de Gustavo Nolasco e Marcus Desimoni (Nitro Imagens).

No mesmo local, dia 20 de agosto, das 10h às 12h30 e, das 13h30 às 16h, será realizada a Oficina “A Câmera e o Olho” com a fotógrafa Tatiana Altberg. A Lona Cultural Municipal Sandra de Sá fica na Rua 12, quadra 219 – Guandu 1. Santa Cruz (3365 6039 / 3395 1630).

¢Dia 12 de agosto, das 10h às 17h, As Paredes têm Ouvidos - exposição itinerante do Coletivo Escambal na Arena Carioca Abelardo Barbosa – Chacrinha. Fazem parte: Ana Rodrigues, Daniel Chiacos, Stella Mello, Maria Tuca, AnaCris Loureiro, Juscelino Bezerra, Vinicius Pereira, Carlindo Lago, Tânia Buchmann, Leliene Rodrigues, José Diniz, Guilherme Zawa, Vitor Malheiros, Renata Buarque, Tata Barreto, Liliana Lindeberg, Rodrigo Janasievicz, Silvio Moréia, Mel Gabardo, Fabiano Cafure, Leonardo Nicolay, Kris Foltran, André Olive, Dom Xavier, Karen Zin, Karin Lerner, Maira Coelho, Charly Techio, Alfredo Alves, Bernardo Cople, Fernando Nobre. Curadoria Roberto Pitella. Organização: Grupo O Escambal. A Arena Carioca Abelardo Barbosa-Chacrinha fica na Rua Soldado Elizeu Hipólito s/nº, esquina com Av. Litorânea –Pedra de Guaratiba ( 3366 0589).

¢De 12 a 14 de agosto, das 10h às 16h, realização do Seminário Fotografia Pública e a Experiência Histórica Contemporânea no Memorial Getúlio Varga. Organização de Ana Mauad.

¢12 de agosto: Fotografia Pública e seus Públicos – Reflexão crítica nos espaços institucionais com Milton Guran (UFF/FotoRio, mediador), Ana Mauad (UFF), Marcos Lopes ( Museu Casa de Benjamin Constant/IBRAM)

¢Dia 13 de agosto: Fotografia pública e as artes da memória – as estratégias do arquivo e o campo das artes, com Paulo Knauss (UFF/APERJ, mediador), Maurício Lissovsky (UFRJ), Cezar Bartholomeu (EBA/UFRJ)

¢Dia 14 de agosto: A Fotografia e o espaço público-formas de figurar o espaço público em coleções fotográficas com Ana Mauad (UFF, mediadora), Tati Costa (Câmara Clara-PR), Maria do Carmo Rainho (Arquivo Nacional). OMemorial Getúlio Vargas fica na Praça Luís de Camões s/nº, Glória ( 2237 5234).

¢De 12 a 14 de agosto, das 10h às 16h - MAR –Museu de Arte do Rio – Escola do Olhar. Realização da oitava edição do VIII Encontro sobre Inclusão Visual do Rio de Janeiro – evento pioneiro no gênero, tendo se firmado como uma referência maior no país e no exterior e que tem como objetivo reunir e proporcionar troca de experiências entre diversos projetos que utilizam a fotografia como instrumento de inclusão social em comunidades populares. Participação de coordenadores, alunos e monitores de projetos em todo o Brasil para apresentarem seus trabalhos, suas formas de organização e suas experiências. Coordenação de Julieta Roitman, produção de Marcella Marer e assistência de produção de Rúbia Pella.
   
¢Dia 12 de agosto, às 10h, teremos como convidado: Jean-Luc Monterosso (da Maison Européenne de la Photographie/MEP, Paris). Na parte da tarde, visita à Reserva Técnica do Instituto Moreira Salles.

¢Dia 13 de agosto, de 10h às 16h: Laboratório de Experimentações e Metodologias

¢Dia 14 de agosto, de 10 às 16h: Apresentação dos grupos participantes e, debate final. Aberto ao público. O Museu de Arte do Rio fica na Praça Mauá, 5. Centro (3031 2741)

¢Dia 20 de agosto, das 18h30 às 20h30 – O MAM e a fotografia - Homenagem a George Racz. O Museu de Arte Moderna fica na Av. Infante Dom Henrique, 85. Parque do Flamengo (3883 5600).


quarta-feira, 23 de julho de 2014

Exposição projeta imagens que refletem cultura afro-brasileira

Mirian Fichtner

A exposição "Corpo-imagem dos terreiros", em cartaz na Galeria Acervo da Caixa Cultural, em Brasília, apresenta obras de fotógrafos que voltam suas lentes para o corpo cultural dos terreiros. As imagens da mostra contextualizam o universo simbólico desses territórios disseminadores de valores e tradições de origem africana. Com curadoria da fotógrafa e pesquisadora Denise Camargo, a coletânea tem um eixo dedicado a Pierre Verger, Mario Cravo Neto e José Medeiros, além de obras de artistas de todo o país.

Doutora em Artes (Unicamp), Denise dedicou as últimas duas décadas de sua vida à pesquisa da identidade cultural brasileira, sempre realçando a negritude explícita do País que, paradoxalmente, tem sido ofuscada há mais de 500 anos. A curadora observa que o espaço expositivo de Corpo-imagem dos terreiros pretende ampliar tanto a experiência estética, quanto o saber dos visitantes. “O Brasil tem a cultura africana em sua essência e os terreiros guardam a nossa história”, aponta. A pesquisadora recorda também que a dinâmica do tempo, do espaço e as condições encontradas aqui fizeram com que os negros recriassem algumas tradições com novas cores, ritos e sabores, dando origem às religiões afro-brasileiras. “Os terreiros preservam essas ancestralidades e memórias, imprimem as marcas da formação e diversidade étnica brasileira, mas são encarados com certo estranhamento e preconceito em nosso País”, lamenta.

A curadora, no entanto, acredita que a arte é capaz de soltar algumas amarras históricas. “Corpo-imagem dos terreiros fala para aqueles que estão abertos ao conhecimento e ao belo”, sugere. As fotografias da mostra são apresentadas por meio de projeções em diferentes suportes, combinadas a trilhas que fazem releituras das sonoridades geralmente associadas ao tema. “As imagens são acompanhadas de textos que oferecem informações capazes de desconstruir versões e visões estereotipadas”, adianta.

Fazem parte da mostra os artistas: Adenor Gondim, Andrea Fiamenghi, André Vilaron, Amanda Oliveira, Ayrson Heráclito, Bauer Sá, Cristina Cenciarelli, Eustáquio Neves, Fer D’Andrade, Fernanda Grigolin, Fernanda Procópio, Fernando Fogliano, Guta Galli, Guy Veloso, Laila Santana, Léo Guma, Luiz Paulo Lima, Luiz Alves, Marcello Vitorino, Márcio Vasconcelos, Marisa Vianna, Miriane Figueira, Miriam Fichtner, Nélson Sebastião, Nívio Alves de Souza, Paulo Rossi, Peterson Azevedo, Ricardo Teles, Rita Ruiz, Tacun Lecy e Vantoen Pereira Jr.

Programação diversificada

Corpo-imagem dos terreiros terá ainda programas de acessibilidade (visitas para públicos deficientes visuais); de mediação cultural (visitas para grupos); de exibição das projeções em Taguatinga, Ceilândia e Brazlândia, para aproximar o bem cultural ao público do Entorno.

Mediadores acompanham as visitas para escolas, grupos e públicos especiais, por meio de agendamento prévio. Está prevista uma oficina de formação para educadores, com a finalidade de contribuir com conteúdo para atender a lei 10.639/03, que exige o ensino da história e cultura africanas no currículo escolar, em especial nas áreas de Artes, Literatura e História.

O projeto é patrocinado pelo Fundo de Apoio à Cultura, Secretaria de Cultura do Governo do Distrito Federal (FAC), na modalidade Difusão e Circulação e tem o apoio da Caixa Cultural. Corpo-imagem tem como contrapartida duas oficinas, uma ministrada pela cenógrafa Eneida Sanches - Concepção e Montagem de Exposições Multimídia - e outra com a curadora Denise Camargo com o tema “O que move em nós, a fotografia?”.

SERVIÇO

Exposição Corpo-imagem dos terreiros
Data: até 3 de agosto
Horário: terça-feira a domingo, das 9h às 21h
Local: Caixa Cultural Brasília – Galeria Acervo – SBS Quadra 4 Lotes 3/4, Brasilia - DF
Informações: 61 3206-9448/ 61 3206-9449
Entrada Gratuita

Escola Guignard oferece cursos livres de fotografia

Foto tirada durante aula prática em Ouro Preto - Juliana  Foini (aluna do 1º semestre de 2014)
O Centro de Extensão da Escola Guignard, unidade da UEMG - Universidade do Estado de Minas Gerais, em Belo Horizonte, está com inscrições abertas para os cursos livres de Introdução à Fotografia e Fotografia Avançada - Luz e Composição, além de outros dois cursos de fotografia analógica com prática em laboratório.

As aulas começam a partir de 11 de agosto e se estendem até final de Novembro de 2014, em encontros semanais. As inscrições podem ser feitas até o dia 8 de agosto na Escola Guignard, no bairro Mangabeiras.

Introdução à Fotografia

O curso tem como principal objetivo fornecer conhecimento sobre os conceitos básicos da fotografia (técnicos e teóricos) desde a captura da imagem até o processo de revelação/impressão e exposição da imagem, proporcionando a prática direcionada com os dispositivos próprios e apresentando a fotografia como meio de expressão criativa.

Professor: CID COSTA NETO | Bacharel em Artes Plásticas pela Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG) com habilitação em Fotografia, atua profissionalmente como fotógrafo e programador visual desde 2009. Ministra cursos e oficinas desde 2011.

Sábados | 9h às 13h | Carga horária: 60h

Fotografia Avançada - Luz e composição

Os alunos serão orientados para construir a imagem utilizando técnicas de composição e as diferentes fontes de iluminação. As fotos serão realizadas individualmente, extraclasse, dentro dos conceitos apresentados e, posteriormente, será feita leitura das imagens para avaliação e reflexão.

Professor: CID COSTA NETO

Sextas | 14h às 18h | Carga horária: 60h

Fotografia Analógica - Prática em laboratório P&B

Introdução aos princípios básicos da fotografia através da prática com câmeras analógicas. Os materiais fotossensíveis – filmes e papéis fotográficos P&B – tipos e características específicas. Saídas fotográficas. Aulas teóricas e práticas em laboratório P&B – revelação de filmes, produção de cópias em papel, técnicas de manipulação fotoquímica, como tonagem em sépia e possibilidades criativas. Edição de imagens e ampliação das fotos selecionadas.

Professor: LUIZ GUILHERME GOMES | Jornalista, fotógrafo e educador, ministra cursos e oficinas de fotografia desde 1996. Pesquisador dos processos históricos da fotografia.

Sábados | 9h às 13h | Carga horária: 60h

Fotografia Analógica e Técnicas de Laboratório

Introdução à fotografia e seus equipamentos analógicos; tipos de filmes fotográficos; aula teórica e prática de revelação; ampliação e técnicas variadas durante a revelação.

Professora: ILANA LANSKY | Fotógrafa desde 1981, cursou superior de arquitetura na UFMG, cursou fotografia em ISRAEL, no curso Técnico Neri Bloomfield School, de 1979 a 1981, a partir desta data volta ao Brasil e trabalha nas áreas diversas da fotografia, como fotojornalista. Atua hoje nas variadas áreas da fotografia, como meio ambiente, moda e eventos. 

Terças | 8h às 12h | Carga horária: 60h

SERVIÇO:

Período de inscrição: de 23 de julho a 8 de agosto
Horário das inscrições: 10h às 17h
Local: Centro de Extensão da Escola Guignard - Rua Ascânio Burlamarque, 540, Mangabeiras.
Período das aulas: de agosto a novembro de 2014
Outras informações: info.escolaguignard@gmail.com ou (31) 3194-9310.
Formas de pagamento: à vista (R$ 500) ou parcelado no cheque – ( 1x R$ 250 + 2x R$ 150).

Postagens por categoria

 
Copyright © 2010-2014 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Rua da Bahia, 1148, sala 740 - Belo Horizonte, MG