quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Fotos Históricas: A morte de Vladimir Herzog


No dia 25 de outubro de 1975, o aluno do curso de fotografia do Instituto de Criminalística da Academia de Polícia Civil de São Paulo, Silvaldo Leung Vieira, então com 22 anos, realizava uma das imagens mais marcantes para a história do Brasil: a foto do corpo do jornalista Vladimir Herzog, pendurado por uma corda no pescoço, numa cela do Centro de Operações de Defesa Interna (DOI-Codi), um dos principais órgãos de repressão da ditadura.

Dezessete dias depois de iniciar o curso, Silvaldo foi levado até o local com a orientação de registrar um encontro de cadáver, pensando se tratar de um treinamento. Quando chegou ao DOI-Codi, a cena do suposto suicídio já estava montada. Em uma cela, o corpo pendia de uma tira de pano atada a uma grade da janela; as pernas estavam arqueadas e os pés encostados no chão.

"Tudo foi manipulado, e infelizmente eu acabei fazendo parte dessa manipulação", disse. "Ainda carrego um triste sentimento de ter sido usado para montar essas mentiras".

Depois de três anos na função, Vieira largou o trabalho no IC e mudou-se para Los Angeles, nos Estados Unidos, abandonando a fotografia. Ele ficou 15 anos sem voltar para o Brasil.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Exposição com obra de Erwin Blumenfeld chega ao Brasil

No dia 28 deste mês, o Museu de Arte Brasileira da Faap, em São Paulo, receberá a exposição “Blumenfeld Studio: New York, 1941 – 1960”. Com curadoria de Danniel Rangel e de Nadia Blumenfeld, neta do artista, a mostra apresenta as facetas de Erwin Blumenfeld, um dos mais importantes fotógrafos do século 20.

"Eu era um amador. Eu sou um amador. E pretendo continuar um amador. Para mim, um fotógrafo amador é alguém que ama tirar fotos, uma alma livre que pode fotografar o que ele gosta e quem ele gosta do que ele fotografa. Por esta definição, sou um amador", escreveu ele em sua autobiografia Eye to I, lançada em 1999.

Nascido em Berlim no final do século 19, começou a fotografar quando ganhou uma câmera na adolescência. Na Holanda, onde viveu até a 2ª Guerra, participou da criação do movimento dadaísta e se tornou famoso por suas colagens que desafiavam a ordem vigente de uma Europa que ainda se recuperava da 1ª Guerra Mundial.

What The Duck #277

© 2007 Aaron Johnson - Tradução: Cid Costa Neto

Postagens por categoria

 
Copyright © 2010-2014 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil