sábado, 22 de setembro de 2018

Notas sobre o adaptador Nikon FTZ para as câmeras mirrorles e lentes F

Fonte: Divulgação/Nikon



A Nikon lançou as suas câmeras mirrorless com um adaptador FTZ para permitir o uso das suas lentes com mount F nelas, mas, pelas fotos, um usuário experiente de lentes antigas da Nikon consegue perceber várias limitações neste adaptador.

Será usada a Nikon Df como referência para comparação por ser a DLSR da Nikon que aceita a maior gama de lentes da Nikon. Outra referência será Nikon D90, que já foi uma das mais populares câmeras da Nikon.

Tanto a Nikon Df quanto este adaptador não conseguem ler a abertura de lentes lançadas pela Nikon antes de 1977. Quase todas estas lentes podem ser modificadas para Ai-S. A Nikon Df consegue ler a abertura das lentes Ai-S, mas este adaptador não pode. Ele não tem o encaixe para isto.

Existe uma pequena chave neste adaptador, perto do encaixe da lente, que se parece muito com uma que existe na D90 e em muitas outras câmeras da Nikon. Ela permite saber se uma lente que tenha anel de abertura, como a popular 50 mm F1.8 AF D, está configurada na abertura mínima. Assim, se a lente se identificar para a câmera (como as que tem contatos eletrônicos), ou for informada em algum menu da câmera (no caso das lentes totalmente mecânicas), seria possível controlar a abertura da lente.

Mas esta chave impede que uma lente Nikon de antes de 1977, que não tenha sido modificada, seja encaixada neste adaptador. Este mesmo problema acontece na D90. A Nikon Df não possui esta chave, portanto não impede o uso destas lentes.

Outra coisa que se pode notar é a ausência do motor de foco, que é presente em quase todas as câmeras Nikon intermediárias ou melhores. Este motor não está presente nas linhas D3X00 e D5X00. A consequência é que lentes AF e AF D, como a  popular 50mm F1.8AF D, não serão capazes de fazer autofoco com este adaptador. Assim só será possível fazer autofoco nas lentes AF-S e AF-P, que possuem o seu próprio motor de foco.

Aparentemente o nível de compatibilidade de lentes deste adaptador deve ser parecido com o das câmeras das linhas D3X00 e D5X00. Isto dificultará o uso de algumas lentes populares, mas deve funcionar em todas as mais modernas.


Canon lança nova câmera PowerShot SX70


A Canon anunciou o lançamento de sua mais recente câmera superzoom, a PowerShot SX70 HS. Sua lente, com distância focal equivalente a 21-1365mm não mudou em relação a sua antecessora, SX60, mas o sensor, o processador de imagem, o visor e os recursos de vídeo foram melhorados.

A SX70 possui um sensor BSI-CMOS de 20.3 megapixels, com o processador Digic 8 da Canon, que traz suporte para o formato RAW CR3, que tem tamanhos de arquivo menores que o formato CR2 anterior. O novo processador também melhorou a eficácia do sistema de estabilização, reduzindo o tremido em até cinco stops. A lente permanece com zoom de 65X, com abertura máxima de f/3.4-6.5.

Embora o design da câmera não seja radicalmente diferente da SX60, há três mudanças notáveis. Primeiro, o visor eletrônico é agora OLED com 2,36 milhões de pontos, comparado ao LCD com 922k pontos. Há também um sensor de olho que não estava presente na SX60. Em segundo lugar, agora há um interruptor de zoom na lente. A mudança final é a remoção da sapata para flash.

A SX70 HS pode disparar rajadas a 10fps com foco bloqueado ou 5,7fps com AF contínuo. O vídeo UHD 4K pode ser capturado a 30p com uma taxa de bits de 120Mbps. A SX70 continua a oferecer um soquete de microfone. A conectividade sem fio da câmera inclui Wi-Fi e Bluetooth.

A Canon PowerShot SX70 HS chega ao mercado no final de novembro por US$ 549,99.

via iPhoto

sexta-feira, 21 de setembro de 2018

Sony lança nova lente 24mm f/1.4


A Sony anunciou o lançamento de uma nova lente da série G Master. A ;FE 4mm f/1.4 GM oferece uma grande abertura em um corpo relativamente pequeno e leve, em comparação com outras lentes similares, pesando apenas 445 gramas.

A nova lente tem um total de 13 elementos, incluindo dois XA (asférica extrema) e três elementos ED. O revestimento Nano AR da Sony reduz reflexos e fantasmas. O diafragma com 11 lâminas proporciona um bokeh suave. Assim como com todas as lentes G Master, a 24mm f/1.4 é selada.

Segundo a Sony, o foco automático é impulsionado por um novo motor SSM Direct Drive que gera um "impulso aproximadamente três vezes maior" que o sistema anterior, mas com alta precisão posicional. Seu anel de foco manual oferece uma resposta linear.

A Sony FE 24mm f/1.4 GM tem previsão de chegar ao mercado em outubro por US$ 1.400.

via iPhoto

Postagens por categoria


 
Copyright © 2010-2018 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil