segunda-feira, 27 de março de 2017

Ex-modelo se arrepende de ter posado nua para revista

Foto de Andressa Urach para a 'Sexy', tirada em 2013, republicada no site da revista (Foto: Carlos Pereira/Revista Sexy)

A ex-modelo Andressa Urach não gostou de ver as fotografias que fez para "Sexy" republicadas no site da revista. Na última sexta-feira (24), a publicação colocou no ar algumas imagens e vídeos de quando a apresentadora ilustrou o ensaio de capa da edição de Setembro de 2013.

"Hoje me arrependo muito de todo meu passado, principalmente de ter posado nua. Mas infelizmente não posso mudar meu passado e volta e meia eles insistem em me perseguir. Infelizmente não tem nada que eu possa fazer, pois na época assinei contrato permitindo que eles usassem minhas fotos durante cinco anos, se não estou enganada", disse Andressa em entrevista ao site Ego. A ex-modelo afirmou ainda que deve procurar um advogado para tentar remover as fotos do site.

Cacau Olliver, headhunter da "Sexy", explicou que a revista detém o direito das imagens de Andressa Urach até 2018. "Eu negociei as duas capas da Andressa, tanto a primeira quanto a segunda. Como ex-assessor dela e headhunter da revista posso declarar em nome da Sexy: 'Todos os contratos da revista têm validade de cinco anos, da última capa da Andressa isso logo após a última, após sua saída do reality show 'A Fazenda'. Eles podem utilizar as fotos dela até 2018, tanto no site quanto nas redes sociais da publicação".

O direito autoral do modelo fotográfico

Apesar do contrato com a revista vigorar até 2018, a ex-modelo tem direito ao arrependimento, podendo assim impedir a circulação de fotos, autorizada anteriormente, se a publicação for prejudicial a sua imagem. É o que afirma o advogado e Mestre em Ciências Jurídicas pela Univali Itajaí/SC Edgar Köhn, em artigo publicado no site Boletim Jurídico.

Segundo Köhn, o modelo fotográfico possui direitos sobre sua interpretação, incluindo o direito ao arrependimento. Isso significa, que mesmo se o modelo concordou com as fotos e sua publicação, posteriormente ele pode se arrepender e proibir a divulgação destas fotos. Neste caso o fotógrafo e a editora não podem mais publicar estas fotos, porém, têm direito à indenização, se sofrerem prejuízo com isso.

3 dicas para melhorar a sua fotografia ao ar livre

Shelby Waltz/ViewBug

Através do blog da comunidade ViewBug, a fotógrafa norte-americana Shelby Waltz compartilhou três dicas sobre como melhorar seus retratos ao ar livre:

1. O maior conselho é caçar a luz perfeita. É difícil no início. Não fotografem ao meio-dia ao sol brilhante, se você pode ajudá-lo. Comece a filmar uma hora antes do pôr-do-sol, e quanto mais perto você estiver do pôr-do-sol, começará a notar a diferença. Preste atenção para onde a luz está vindo, como as árvores de filtro, e assim por diante. Encontrar os bolsos de luz que estão escondidos entre as árvores, eles podem surpreendê-lo com sua beleza simples, mas eficaz.

2. Eu sinto que manter sua abertura para f/2,8 ou menos é realmente fundamental na criação de fotos dramáticas. Ela ajuda a separar o assunto do seu plano de fundo e elimina os elementos que o distraem. Eu estou falando sobre retratos ao ar livre em particular, aqui. As paisagens são muito mais indulgentes e bonitas nos f-stops mais altos.

3. Preste atenção às pequenas coisas. Este ângulo faz meu olhar do assunto demasiado pequeno? O fundo parece muito brilhante para o humor que eu quero transmitir? Existem alguns cabelos dispersos no rosto do meu sujeito que eu poderia mover antes de eu tomar o tiro para que eu possa eliminar mais trabalho de pós-processamento? Prestar muita atenção aos pequenos detalhes vai lhe poupar tempo, e poupar algumas dores de cabeça mais tarde, confie em mim.

Fonte: ViewBug

domingo, 26 de março de 2017

IFRN recebe a exposição "Estruturas Voláteis", em Natal


Usando ferramentas de edição de imagens, Daniel Corcino usa suas fotografias para criar um mundo abstrato chamado "Estruturas Voláteis", que vai mostrar ao público a partir da próxima terça-feira, dia 28 de março, no IFRN - Instituto Federal do Rio Grande do Norte, em Natal, com abertura às 19h. A entrada é livre.

Ano passado, Daniel participou de algumas exposições como o Salão Dorian Gray de Arte Potiguar, de duas coletivas no Departamento de Artes da UFRN e uma exposição individual na Reitoria da mesma universidade. Ele frisa que sempre apresenta o trabalho calcado na fotografia contemporânea manipulada pela criatividade e ferramentas digitais.

"A partir do ano passado, fui conhecendo e lendo mais a respeito da fotografia como arte contemporânea, compreendi melhor alguns quesitos conceituais e filosóficos, e me identifiquei com muita coisa", declarou Daniel Corcino ao portal Papo Cultura, quando estava em busca de patrocínio para viabilizar sua exposição fotográfica que hoje é uma realidade.

Daniel confessa que Georges Rousse é um dos fotógrafo contemporâneo que o influenciou. "O dadaísmo me chama muito a atenção conceitualmente", declarou Daniel, ressaltando o trabalho de fotógrafos como Jerry Uelsmann, Duane Michals, Man Ray, André Kertész, Daniel Gordon e Matt Lipps.

SERVIÇO

Exposição fotográfica "Estrutura Voláteis"
Abertura: 28 de março, às 19h
Período: de 28 de março até 5 de maio
Local: IFRN - Av. Rio Branco, 743, Cidade Alta, Natal
Entrada: Livre

Postagens por categoria


 
Copyright © 2010-2017 Resumo Fotográfico. Termos de uso.
Belo Horizonte, MG - Brasil